Acompanhe:
seloNegócios

Odebrecht quer ao menos 7 sondas do pré-sal

São Paulo - O presidente da Odebrecht, Marcelo Bahia Odebrecht, afirmou nesta segunda-feira à Reuters que o grupo vai participar de licitação de 21 sondas da Petrobras para o pré-sal, em que espera obter pelo menos sete delas. A Petrobras já contratou cinco sondas da companhia, em um investimento da estatal de 3 bilhões de […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

A
Aluísio Alves

Publicado em 10 de outubro de 2010 às, 04h11.

São Paulo - O presidente da Odebrecht, Marcelo Bahia Odebrecht, afirmou nesta segunda-feira à Reuters que o grupo vai participar de licitação de 21 sondas da Petrobras para o pré-sal, em que espera obter pelo menos sete delas.

A Petrobras já contratou cinco sondas da companhia, em um investimento da estatal de 3 bilhões de dólares, disse o executivo. A companhia petrolífera está licitando um total de 28 sondas.

O executivo afirmou ainda que a Odebrecht deve encerrar 2010 com alta de 11 por cento no faturamento, para cerca de 50 bilhões de reais.

A empresa vai investir de 3 bilhões a 4 bilhões de dólares por ano entre 2010 e 2012, comentou Odebrecht, citando que parte dos recursos serão destinados aos cerca de 30 a 40 projetos que a companhia desenvolve dentro do âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

"Existe uma grande disposição para investir no Brasil", disse o executivo referindo-se à empresa e a investidores internacionais. Ele estima que o país terá um crescimento entre 5 e 7 por cento este ano.

Sobre as necessidades de capital para os investimentos, o executivo comentou que "se o mercado se mantiver fechado, temos equity para os próximos cinco anos", disse o executivo.


Um dos setores de destaque é o imobiliário, no qual a empresa pretende entregar pelo menos 20 mil moradias dentro do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, este ano. A companhia tem vendas contratadas de 40 mil unidades.

As unidades habitacionais são voltadas para famílias com renda de 0 a 3 salários mínimos, disse o executivo
Odebrecht afirmou ainda que diante da escassez de mão-de-obra no Brasil, a companhia está investindo 20 milhões de dólares este ano em treinamento de pessoal.

Joint Venture

O presidente da Odebrecht concedeu a entrevista após o anúncio pela gigante aeroespacial europeia EADS de formação de uma joint venture com o grupo brasileiro.

Evitando dar detalhes sobre a parceria, Odebrecht afirmou que o negócio envolve a construção de uma fábrica no país voltada inicialmente a produtos para aplicações de defesa que também poderão ser usados para fins civis. Entre os produtos a serem fabricados pela joint venture estão equipamentos de controle, como radares, que poderão também serem exportados, disse o executivo.

A joint venture envolve a unidade Defence & Security da EADS, empresa controladora da fabricante de aviões Airbus.

"A EADS Defence & Security quer avançar de apenas fornecedora de vendas de alta tecnologia para o Brasil para a criação de uma base industrial no país com o desenvolvimento de uma parceria de longo prazo que inclui transferência de tecnologia sempre que for necessário", informou a EADS em comunicado.

Últimas Notícias

Ver mais
Petróleo sobe em meio a risco de ataque iraniano a Israel
seloMercados

Petróleo sobe em meio a risco de ataque iraniano a Israel

Há um dia

AIE espera que demanda global por petróleo desacelere mais em 2025
Economia

AIE espera que demanda global por petróleo desacelere mais em 2025

Há um dia

Temor de ataque do Irã contra Israel faz preço do petróleo voltar a subir
seloMercados

Temor de ataque do Irã contra Israel faz preço do petróleo voltar a subir

Há um dia

Petrobras (PETR4): Prates defende exploração na Margem Equatorial e ignora crise durante evento
Brasil

Petrobras (PETR4): Prates defende exploração na Margem Equatorial e ignora crise durante evento

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais