Acompanhe:
seloNegócios

Odebrecht e EUA anunciam 2º projeto de gasoduto no Peru

Segundo governo do Peru, outro possível sócio que entrará nesse megapropjeto é a Petrobras

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

D
Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às, 03h41.

Lima - Um consórcio formado pela empreiteira brasileira Odebrecht e pela norte-americana Conduit Capital apresentará na segunda-feira ao governo do Peru um relatório de impacto ambiental para a construção de um importante gasoduto no sul do país, informaram autoridades nesta quinta-feira.

A Kuntur Transportadora de Gás, filial da Conduit, ganhou em 2009 a concessão do projeto que, inicialmente, exigiria investimentos de 1,5 bilhão de dólares para a construção de um duto de 1.085 quilômetros que levará gás natural do centro ao sul do Peru, onde operam grandes mineradoras.

Neste ano, a Odebrecht se uniu à Kuntur para desenvolver o projeto.

Segundo o diretor-geral de Hidrocarbonetos do Ministério de Energia e Minas, Luis Gonzáles, as empresas apresentarão, na segunda-feira, o estudo ambiental do projeto com "várias mudanças" por se tratar de um "megraprojeto de muito mais envergadura" do que o plano inicial.

Segundo ele, a avaliação do relatório ambiental do chamado Gasoduto Sul-Andino pode levar cerca de seis meses.

Gonzáles explicou ainda que o gasoduto assegura o transporte de 1 tcp (trilhão de pés cúbicos) de gás natural do lote 88 da reserva de Camisea, cuja operação é de responsabilidade da argentina Pluspetrol e da norte-americana Hunt Oil.

Além disso, mencionou que outro trilhão de pés cúbicos viria de um possível sócio que entrará nesse megapropjeto, que é a Petrobras.

A Petrobras controla o lote 58, vizinho a Camisea, onde o presidente Alan García afirmou recentemente que pode haver um volume de 5 tcp de gás.

A estatal brasileira também tem participação no lote 57, junto com a espanhola Repsol YPF, que há mais de dois anos achou reservas estimadas em 2 tpc de gás.  


"Dos 2 tpc que teria o lote 57, um já está praticamente (destinado, porque) a Petrobras indicou que passaria a ser parte desse megaprojeto", acrescentou Gonzáles.

Além disso, ele afirmou que dois outros lotes próximos a Camisea --o 58 e o Fitzcarrald-- poderão contribuir com mais gás ao gasoduto Sul-Andino.

"Tudo isso indica que, se for confirmado tudo que está sendo investido, estudado, haverá um projeto de muito mais envergadura do que o que se tem agora em Camisea", afirmou.

O gasoduto irá de Cusco a Juliaca, na região andina de Puno (fronteira com a Bolívia), Matarani, na região sul de Arequipa, e Ilo, no departamento de Moquegua, na costa sul do Peru.

No sul peruano operam minas como as da Southern Copper, Cerro Verde e Tintaya de Xstrata, consideradas as principais operações de exploração de cobre no país.

Leia mais notícias sobre Odebrecht

Siga as notícias sobre Negócios no Twitter
 


Últimas Notícias

Ver mais
Ex-sócio de Donald Trump, Ricardo Bellino prepara o seu próprio IPO e quer captar R$ 15 milhões
seloNegócios

Ex-sócio de Donald Trump, Ricardo Bellino prepara o seu próprio IPO e quer captar R$ 15 milhões

Há 11 horas

Sem mãos na máquina: empresa de SC vai investir R$ 1 bilhão para automatizar a "costura" no mundo
seloNegócios

Sem mãos na máquina: empresa de SC vai investir R$ 1 bilhão para automatizar a "costura" no mundo

Há 11 horas

De olho nas tendências, JBS promete novidades na maior feira de alimentos e bebidas do mundo
seloNegócios

De olho nas tendências, JBS promete novidades na maior feira de alimentos e bebidas do mundo

Há 14 horas

Oggi, a 'sorveteria de bairro' com picolés de R$ 1,50, fatura R$ 850 milhões e mira primeiro bilhão
seloNegócios

Oggi, a 'sorveteria de bairro' com picolés de R$ 1,50, fatura R$ 850 milhões e mira primeiro bilhão

Há 18 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais