Negócios

Odebrecht adia votação de reestruturação da dívida para 29 de janeiro

A empresa desenhou um novo plano de reestruturação da dívida de R$ 51 bilhões no começo deste mês, por isso adiou a votação

Odebrecht: votação da recuperação judicial acontece em meio a crise entre Emílio Odebrecht, fundador, e o ex-presidente da empresa, Marcelo, preso na Lava Jato (Carlos Jasso/Reuters)

Odebrecht: votação da recuperação judicial acontece em meio a crise entre Emílio Odebrecht, fundador, e o ex-presidente da empresa, Marcelo, preso na Lava Jato (Carlos Jasso/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 23 de dezembro de 2019 às 11h01.

São Paulo - O conglomerado de construção Odebrecht adiou a votação dos credores sobre seu plano de reestruturação para 29 de janeiro, segundo um representante do grupo.

A Odebrecht, que está em recuperação judicial e busca reestruturar 51 bilhões de reais em dívida, desenhou um novo plano no começo de dezembro.

As discussões finais sobre a reestruturação da dívida coincidiram com o acirramento da disputa dentro da família Odebrecht nas últimas semanas. O ex-presidente Marcelo Odebrecht e seu pai Emílio Odebrecht trocaram acusações pela imprensa relativas às responsabilidades pela quebra do grupo e eventuais quebras de acordos com procuradores que investigaram os eventos de corrupção.

Sentenciado a 19 anos de cadeia por corrupção, Marcelo Odebrecht esta em prisão domiciliar.

Acompanhe tudo sobre:Marcelo OdebrechtNovonor (ex-Odebrecht)Operação Lava JatoRecuperações judiciais

Mais de Negócios

Temu: quem é a rival da Amazon nos EUA que acaba de ser autorizada a atuar no Brasil

JBS anuncia doação de 1 milhão de quilos de proteína aos desabrigados no Rio Grande do Sul

Na Prosegur, os candidatos são avaliados pela simpática Rose, a chatbot do grupo

Com tecnologia para tirar o Excel da vida de CFOs, Accountfy capta US$ 6,5 mi com HDI e Red Ventures

Mais na Exame