Natura quer acelerar desalavancagem após compra de The Body Shop

Ao anunciar os resultados do trimestre, a Natura informou que sua relação dívida líquida/Ebitda fechou setembro em 3,52 vezes, ante 1,47 vez em 2016

São Paulo - A fabricante de cosméticos Natura quer acelerar o processo de desalavancagem financeira após a compra da The Body Shop, disse nesta terça-feira o presidente-executivo da companhia brasileira, João Paulo Ferreira.

Ao anunciar os resultados do terceiro trimestre, a Natura informou que sua relação dívida líquida/Ebitda fechou setembro em 3,52 vezes, ante 1,47 vez em setembro de 2016.

A meta da Natura ao anunciar a compra da The Body Shop, por cerca de 1 bilhão de euros, em junho, era de fechar 2017 com essa relação em 3,6 vezes e reduzir esse índice gradualmente para níveis do ano passado em 2022.

"Ainda é cedo para rever guidance, mas queremos reduzir nossa alavancagem o mais rápido possível", disse Ferreira em teleconferência com jornalistas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.