A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Na Lava Jato, Eike Batista já delatou e já foi delatado

A ironia do destino é que o ex-bilionário foi até a Força Tarefa da Lava Jato para delatar um dos homens mais importantes do governo do PT

São Paulo – A história da Lava Jato com Eike Batista, o ex-bilionário que já foi conhecido como o homem mais rico do Brasil, não é de hoje, quando a Justiça mandou a Polícia Federal (PF) prender o empresário.

A ironia do destino é que o ex-bilionário foi até a Força Tarefa da Lava Jato para delatar um dos homens mais importantes do governo do PT. Eike levou a Lava Jato ao encalço do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega.

Em maio do ano passado, ele entregou uma agenda supostamente comprometedora aos procuradores. Ela era um indício de que Eike falava a verdade: a agenda mostrava um pedido, no dia 1.º de novembro de 2012, de R$ 5 milhões para o PT.

Essa "solicitação" teria sido feita pelo ex-ministro ao empresário, para repassar ao marqueteiro João Santana, em uma conta secreta na Suíça.

Em setembro, a operação “Arquivo X” prendeu temporariamente Guido Mantega, que acompanhava a mulher em uma cirurgia em um hospital na cidade de São Paulo. A prisão, no entanto, foi revogada no mesmo dia pelo juiz Sérgio Moro, dada a repercussão negativa do caso.

Além da agenda com o registro do encontro oficial com Mantega, Eike entregou o registro do voo usado por ele para se deslocar até Brasília.

Mas esse primeiro encontro do ex-bilionário com a Lava Jato só aconteceu após Eike também ter sido citado em uma delação.

Eduardo Musa, ex-gerente da Diretoria de Internacional da Petrobras, área responsável pelo contrato, até 2009, e diretor da OSX na época do fato, apontou propinas e fraudes na licitação de duas plataformas.

O processo da P-67 e da P-70 foi vencido pelo Consórcio Integra Offshore, formado pela Mendes Júnior e OSX Construção Naval, antiga empresa controlada por Eike Batista. O valor do acordo era de US$ 922 milhões e foi assinado em 2012.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também