Negócios

MPF pede condenação de 2 executivos do Bradesco

Outras seis pessoas também foram condenadas por corrupção e com penas superiores a oito anos, em um processo relacionado à operação Zelotes

Bradesco: de acordo com os procuradores, os oito acusados atuavam na defesa dos interesses do Bradesco junto ao Carf (Paulo Whitaker/Reuters)

Bradesco: de acordo com os procuradores, os oito acusados atuavam na defesa dos interesses do Bradesco junto ao Carf (Paulo Whitaker/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 2 de fevereiro de 2018 às 17h57.

São Paulo - O Ministério Público Federal do Distrito Federal pediu a condenação de dois executivos do Bradesco, Domingos Figueiredo de Abreu e Luiz Carlos Angelotti, e outras seis pessoas por corrupção e penas superiores a oito anos, em um processo relacionado à operação Zelotes, que investiga irregularidades no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

Nas alegações finais do processo, entregues à Justiça na quarta-feira, o MPF também pede que os acusados no processo sejam condenados ao pagamento de 20 milhões de reais em danos morais coletivos. De acordo com os procuradores, os oito acusados atuavam na defesa dos interesses do Bradesco junto ao Carf.

Procurado, o Bradesco o não comentou o assunto.

Acompanhe tudo sobre:BradescoCorrupçãoMinistério PúblicoOperação Zelotes

Mais de Negócios

Ele cansou de trabalhar em telecom. Agora, faz mais de R$ 1 mi com franquia de serviços automotivos

“É função dos empresários iniciar um novo RS”, diz CEO da maior produtora de biodiesel do país

Na Prosegur, os candidatos são avaliados pela simpática Rose, a chatbot do grupo

Baré, Fruki, Coroa, Jesus: conheça os refrigerantes de guaraná que bombam pelos estados do Brasil

Mais na Exame