Negócios

Mineradoras deveriam refletir sobre preços, diz ArcelorMittal

ArcelorMittal quer que mineradoras revisem os contratos e os ajustem para preços anuais

A ArcelorMittal vai focar em qualidade para crescer (Mark Renders/Getty Images)

A ArcelorMittal vai focar em qualidade para crescer (Mark Renders/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 29 de novembro de 2010 às 11h10.

Londres - A indústria de mineração deveria considerar permitir que as siderúrgicas comprem parte de suas necessidades de minério de ferro usando contratos de preços anuais, afirmou o maior grupo produtor de aço do mundo, a ArcelorMittal, nesta segunda-feira.

"Eu defendo fortemente que a indústria mineradora reflita sobre a política de preços e desenvolva uma opção para nós comprarmos parte de nossos volumes a preços anuais", disse Michael Pfitzner, vice-presidente-executivo de coordenação comercial da siderúrgica, durante conferência do setor em Londres.

"Eu defendo isso mesmo se resultar em alta em algum percentual, o que eu tenho certeza que nossos clientes industriais estarão preparados para aceitar, se isso os proteger de riscos de preços não previstos", acrescentou.

Como parte de sua estratégia de crescimento, a ArcelorMittal vai se concentrar em qualidade sobre quantidade.

"O crescimento no futuro tem que ter mais a ver com crescimento qualitativo e menos com crescimento em quantidade", disse Pfitzner.

A ArcelorMittal espera levar sua produção própria de minério de ferro a 100 milhões de toneladas em 2015 ante 65 milhões de toneladas este ano.

Globalmente, a demanda por aço deve crescer 6 por cento em 2011, disse o executivo, mas na Europa a capacidade de produção vai exceder a demanda pelos próximos 12 a 18 meses.

"Atualmente, a capacidade instalada na Europa vai exceder a demanda nos próximos 12 a 18 meses, e em algumas regiões do continente vai durar muito mais tempo."

Acompanhe tudo sobre:ArcelorMittalEmpresasIndústriaInvestimentos de empresasNegociaçõesSiderurgiaSiderurgia e metalurgia

Mais de Negócios

Em masterclass gratuita, Marcelo Cherto ensina o passo a passo para abrir uma franquia de sucesso

Vai um hambúrguer aí? Mania de Churrasco fatura R$ 114 milhões com lanches

Cauã Reymond, Deborah Secco e mais: ‘Netflix da publicidade' fatura R$70 mi levando famosos até PMEs

Dia dos Namorados: pequenas e médias empresas online faturam R$ 262,5 milhões na data, alta de 35%

Mais na Exame