Negócios

Marriot planeja um milhão de apartamentos para 2015

A rede de hotéis deverá investir mais de US$ 50 bilhões em todo o mundo ao longo de cinco anos, gerando mais de 150 mil empregos


	JW Marriott Marquis, uma das maiores torres de Dubai: a rede investirá mais de US$ 50 bilhões ao longo de cinco anos
 (Divulgação)

JW Marriott Marquis, uma das maiores torres de Dubai: a rede investirá mais de US$ 50 bilhões ao longo de cinco anos (Divulgação)

Karin Salomão

Karin Salomão

Publicado em 21 de janeiro de 2015 às 16h43.

São Paulo - Até o final de 2015, a Marriott International, Inc. deverá ter mais de 1 milhão de apartamentos em operação ou em fase de empreendimento. Para alcançar esse número, a rede de hotéis investirá mais de US$ 50 bilhões até 2020.

Arne Sorenson, presidente da rede, disse, em comunicado à imprensa, que “em parceria com nossos proprietários, a Marriott contribui significativamente com as oportunidades econômicas”.

Os investimentos irão gerar mais de 150 mil postos de trabalho.

A maior parte do crescimento será fora da América do Norte, onde a empresa hoje é mais forte.

Somente em 2014, a Marriott assinou acordos para a inclusão de mais de 650 hotéis e 100 mil apartamentos ao seu sistema no mundo para os próximos anos. São quase dois projetos para hotéis por dia. Hoje, são 500 hotéis e resorts em cerca de 60 países em todo o mundo.

Tony Capuano, vice-presidente executivo e principal executivo de empreendimento da empresa, afirmou que “tivemos um crescimento recorde em toda a empresa em 2014, ao inaugurarmos mais de 46 mil apartamentos em todo o mundo”.

O foco da expansão será a Ásia, que contribuirá com quase 40% do crescimento da empresa fora da América do Norte. No Oriente Médio e na África, o portfólio poderá expandir em 75%.

Acompanhe tudo sobre:HotéisHotelariaInvestimentos de empresasMarriottRestaurantes

Mais de Negócios

Em masterclass gratuita, Marcelo Cherto ensina o passo a passo para abrir uma franquia de sucesso

Vai um hambúrguer aí? Mania de Churrasco fatura R$ 114 milhões com lanches

Cauã Reymond, Deborah Secco e mais: ‘Netflix da publicidade' fatura R$70 mi levando famosos até PMEs

Dia dos Namorados: pequenas e médias empresas online faturam R$ 262,5 milhões na data, alta de 35%

Mais na Exame