Negócios

Lucro da BHP Billiton sobe 116,5% no ano fiscal de 2010

A companhia anglo-australiana atribui o resultado, em parte, ao aumento dos preços de commodities

Sede da BHP Billiton: lucro da empresa aumentou mais de 100% no ano fiscal de 2010

Sede da BHP Billiton: lucro da empresa aumentou mais de 100% no ano fiscal de 2010

DR

Da Redação

Publicado em 19 de maio de 2011 às 14h13.

Sydney - A mineradora BHP Billiton anunciou hoje um lucro líquido de US$ 12,72 bilhões no ano fiscal 2010, encerrado em 30 de junho, o que marca uma alta de 116,5% em relação os US$ 5,88 bilhões obtidos no ano anterior.

A companhia anglo-australiana atribui o resultado ao aumento dos preços de commodities (matérias-primas) e à forte demanda global por matérias-primas para a fabricação de aço. Além disso, no ano encerrado em 30 de junho de 2009, os resultados foram afetados pelo colapso no preço das commodities em função da crise financeira global.

Excluindo itens extraordinários, o lucro da BHP aumentou 16,3% no ano fiscal 2010, para US$ 12,47 bilhões, ante os US$ 10,72 bilhões do ano fiscal anterior. O resultado ficou levemente baixo das estimativas dos analistas, que esperavam um lucro subjacente de US$ 12,6 bilhões. A receita líquida da BHP Billiton subiu 5,2% no período, para US$ 52,80 bilhões, ante os US$ 50,21 bilhões do ano fiscal anterior.

Vendas recordes
A companhia informou ainda que atingiu volumes de vendas recordes em minério de ferro e carvão metalúrgico, usados na fabricação de aço, além de petróleo. A BHP alertou que o crescimento econômico da China, que puxou a demanda recente de matérias-primas para produção de aço, deve desacelerar para "níveis mais sustentáveis".

Na Europa, o quadro será especialmente difícil, já que "o impacto negativo inevitável da consolidação fiscal sobre o crescimento continuará".

Atualmente, a BHP Billiton tenta comprar a fabricante de fertilizantes canadense Potash Corp, que em 17 de julho recusou a proposta de US$ 38,6 bilhões da mineradora. A BHP partiu para uma oferta hostil feita diretamente aos acionistas da Potash, que tenta agora negociar com outras companhias para evitar o negócio. As informações são da Dow Jones.

Leia mais notícias sobre o setor de mineração

Acompanhe as notícias de Negócios no Twitter.

Acompanhe tudo sobre:BHP BillitonCrescimento econômicoDesenvolvimento econômicoEmpresasIndústriaLucroMineraçãoSiderurgia e metalurgia

Mais de Negócios

11 franquias baratas para trabalhar sem funcionários a partir de R$ 2.850

Inteligência Artificial no Brasil: inovação, potencial e aplicações reais das novas tecnologias

Mundo sem cookies: as big techs estão se adequando a uma publicidade online com mais privacidade

Ligadona em você: veja o que aconteceu com a Arapuã, tradicional loja dos anos 1990

Mais na Exame