Acompanhe:
Apresentado por FALCONI
seloNegócios

Fazer a lição de casa - este é o principal conselho de Alexandre Ribas, CEO da Falconi, maior consultoria brasileira de gestão empresarial para os empresários em 2024."Em cenários ainda marcados por indefinições, Ribas recomenda estar sempre atento às oportunidades internas e externas que surjam: “defina iniciativas para ir atrás delas e olhe para aquilo que você pode influenciar", recomenda diante de cenários que ainda carregarão forte dose de incertezas a nível global.

A "lição de casa" a que o executivo se refere é a capacidade de reavaliar processos, estruturas, arranjo organizacional e a alocação de recursos em um ambiente macroeconômico volátil e com pouca liquidez. O que é possível graças a um bom sistema de gestão, que traga os resultados esperados a partir da execução azeitada das iniciativas priorizadas.

Eficiência é a palavra de ordem para navegar nas incertezas do mercado em 2024, da estratégia de vendas à gestão de pessoas. Para Ribas, existem quatro tópicos que devem estar na agenda das lideranças das organizações - todos vinculados à capacidade de fazer melhores escolhas com os recursos disponíveis, visando a tomada de decisões mais precisas e fundamentadas.

O primeiro deles é o uso de tecnologia para aumentar a produtividade, na esteira da inteligência artificial generativa. A estratégia de inovação também deve perseguir a eficiência. Ribas orienta as empresas a encarar o tema com pragmatismo e, sobretudo, uma conexão direta com a estratégia de cada negócio.

O segundo item ressaltado pelo CEO da Falconi é a necessidade da permanente capacitação dos profissionais Pessoas representam o principal ativo da maioria das organizações, sendo crucial a criação de instrumentos para a formação de equipes mais eficientes. "Não adianta ter uma nova tecnologia se você não preparar o time para usá-la", explica.

Os outros dois tópicos são a capacidade de gestão de todos os recursos, de forma a extrair o melhor de cada um deles; e, por fim, o entendimento das lideranças quanto às forças dinâmicas de mercado como impulsionadoras ou entraves ao crescimento das empresas.

“Neste contexto, identifique as oportunidades que vão se apresentar e defina iniciativas para ir atrás delas. Mas, principalmente, olhar para aquilo que você pode influenciar é o recado mais importante para os gestores em 2024”, afirma o CEO.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
A Disney do Brasil? Cacau Show compra Playcenter e mira em parques de diversões
seloNegócios

Cacau Show compra Playcenter e mira em parques de diversões

Há 14 horas

Qual o plano da dona da Starbucks no Brasil para pagar uma dívida de R$ 1,8 bilhão
seloNegócios

Qual o plano da dona da Starbucks no Brasil para pagar uma dívida de R$ 1,8 bilhão

Há 16 horas

E-commerce de móveis do interior de SC mira os R$ 250 milhões sem ter produtos no estoque
seloNegócios

E-commerce de móveis do interior de SC mira os R$ 250 milhões sem ter produtos no estoque

Há 20 horas

Corretoras de criptomoedas, como a Binance, definem altos padrões de segurança para a indústria
seloNegócios

Corretoras de criptomoedas, como a Binance, definem altos padrões de segurança para a indústria

Há 21 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais