Negócios

Juiz aprova empréstimo de R$ 800 mi da Brookfield à OAS

"A Brookfield terá seu empréstimo pago no momento da venda do ativo", afirmou a OAS em comunicado


	Brookfield São Paulo: empresa poderá dar continuidade a suas operações e a quase uma centena de obras
 (Germano Lüders)

Brookfield São Paulo: empresa poderá dar continuidade a suas operações e a quase uma centena de obras (Germano Lüders)

DR

Da Redação

Publicado em 15 de julho de 2015 às 10h50.

São Paulo- O empréstimo de 800 milhões de reais oferecido pela canadense Brookfield Infrastructure ao grupo de engenharia OAS foi aprovado na terça-feira por juiz de São Paulo, dando ao grupo brasileiro envolvido nas investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, capital de giro dar continuidade a suas operações e a quase uma centena de obras.

Segundo comunicado da OAS enviado no final da terça-feira, o juiz Daniel Carnio Costa, da 1a Vara de Falências e Recuperação Judicial do Tribunal de Justiça de São Paulo, aprovou o empréstimo em forma de linha de crédito "debtor in possession (DIP)", que prevê que a OAS cederá como garantia parte de sua participação na operadora de projetos de infraestrutura Invepar.

"A Brookfield terá seu empréstimo pago no momento da venda do ativo", afirmou a OAS em comunicado.

A OAS entrou com pedido de recuperação judicial de nove empresas do grupo no final de março meio à restrição de crédito que enfrenta por conta da Operação Lava Jato e para preservar liquidez diante de uma dívida de 8 bilhões de reais.

Acompanhe tudo sobre:BrookfieldConstrução civilEmpresasEmpresas brasileirasOASOperação Lava Jato

Mais de Negócios

A malharia gaúcha que está produzindo 1.000 cobertores por semana — todos para doar

Com novas taxas nos EUA e na mira da União Europeia, montadoras chinesas apostam no Brasil

De funcionária fabril, ela construiu um império de US$ 7,1 bilhões com telas de celular para a Apple

Os motivos que levaram a Polishop a pedir recuperação judicial com dívidas de R$ 352 milhões

Mais na Exame