Acompanhe:
seloNegócios

Itália quer multar Ryanair por caos aéreo

O procedimento foi iniciado após a Ryanair ignorar uma ordem para atualizar seu site e seus e-mails padrões para os consumidores italianos

Modo escuro

Continua após a publicidade
Ryanair: diversos relatos na imprensa indicam que a Ryanair cancelou voos devido à falta de pessoal (Ian Waldie/Getty Images/Getty Images)

Ryanair: diversos relatos na imprensa indicam que a Ryanair cancelou voos devido à falta de pessoal (Ian Waldie/Getty Images/Getty Images)

A
AFP

Publicado em 5 de dezembro de 2017 às, 17h20.

A autoridade reguladora italiana deu início, nesta segunda-feira (4), a procedimentos de não conformidade contra a Ryanair que podem levar a uma multa de até 6 milhões de dólares, devido às recentes ondas de cancelamento de voos.

O procedimento foi iniciado após a Ryanair ignorar uma ordem para atualizar seu site e seus e-mails padrões para garantir que consumidores italianos ficassem cientes de seus direitos de reagendar, reprogramar ou até de receber compensações nos casos de voos cancelados, anunciou a reguladora antitruste.

A empresa não cumpriu a ordem, que exigia mudanças em 10 dias, e sua apelação foi rejeitada por um tribunal no mês passado.

Diversos relatos na imprensa indicam que a Ryanair cancelou voos devido à falta de pessoal provocada pela saída de pilotos e comissários da empresa.

A empresa nega essa informação, afirmando que o que houve foi resultado de uma "falha na escala de pilotos".

Mais de 700 mil pessoas tiveram voos alterados, e a companhia aérea foi alvo de ataques de grupos de defesa dos direitos do consumidor e autoridades reguladoras pelo gerenciamento da crise, sobretudo acerca dos direitos dos clientes cujos voos foram cancelados.

A empresa, a maior companhia aérea europeia em número de passageiros, disse nesta segunda-feira que transportou 9,3 milhões de passageiros no mês passado, um aumento de 6% em relação a novembro de 2016.

Essa foi a sua taxa de crescimento mais lenta em três anos, mas a empresa está dentro de sua previsão de lucros de antes da crise, apesar dos cancelamentos.

Últimas Notícias

Ver mais
CEO da Uber diz que precisa reconquistar lealdade dos motoristas "todos os dias"
seloNegócios

CEO da Uber diz que precisa reconquistar lealdade dos motoristas "todos os dias"

Há 4 horas

"Novo chamado": com R$ 1 bi em receita, francesa compra negócio no Brasil para ser a TI das empresas
seloNegócios

"Novo chamado": com R$ 1 bi em receita, francesa compra negócio no Brasil para ser a TI das empresas

Há 19 horas

Jensen Huang, fundador da Nvidia, fica R$ 41,5 bilhões mais rico em menos de 24 horas
seloNegócios

Jensen Huang, fundador da Nvidia, fica R$ 41,5 bilhões mais rico em menos de 24 horas

Há 21 horas

Chega de teoria: veja, na prática, como criar um negócio do zero utilizando ferramentas de IA
seloNegócios

Chega de teoria: veja, na prática, como criar um negócio do zero utilizando ferramentas de IA

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais