Acompanhe:
Apresentado por Cobli
seloNegócios

Todos os dias, 11 milhões de veículos rodam pelo Brasil para transportar prestadores de serviços, mercadorias e cargas. A frota comercial do país é a maior da América Latina, mas ainda perde eficiência pela falta de dados: só 15% dela está conectada.

Os dados são da Cobli, FleetTech brasileira que iniciou no mercado em 2017 e está de olho nessa lacuna. Após crescer mais de 100% no último ano e chegar a 400 funcionários – com R$ 250 milhões levantados em duas rodadas de investimento, em 2019 e 2021–, a empresa tem planos de se tornar a maior  plataforma de inteligência para gestão de frotas da América Latina.

“Uma das teses da Cobli é que o Brasil teve um atraso na modernização do monitoramento de frotas e queremos fechar esse ‘gap’. A grande vantagem é que somos, ao mesmo tempo, um dos países mais avançados e rápidos do mundo para adoção dessas tecnologias”, conta o presidente e cofundador Rodrigo Mourad.

Mais dados, mais eficiência

O ganho de eficiência pela análise de dados é uma das verticais exploradas pela Cobli. Sensores instalados nos veículos registram localização, trajetos, acelerações e frenagens, enviando os dados para a plataforma e permitindo administrar, consumo de combustível, manutenções preventivas e até o modo de condução dos motoristas. Uma análise posterior dos dados dá ao gestor da frota a possibilidade de criar rotas mais dinâmicas, potencializar o treinamento da equipe e reunir evidências em caso de acidentes.

As câmeras a bordo são outro ponto alto da telemetria nos transportes, que hoje entrega mais com o vídeo. Usando inteligência artificial para analisar os dados, a solução de videotelemetria é capaz de detectar automaticamente comportamentos de risco do motorista, como usar o celular enquanto dirige ou estar muito próximo do veículo da frente e emitir um aviso sonoro na cabine. 

Entre 2021 e 2022, segundo a Polícia Rodoviária Federal, foram 22.362 colisões no trânsito no Brasil, cuja causa principal foi a direção distraída. Além da dimensão humana, isso custa, segundo estimativa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), cerca de R$50 bilhões anuais de prejuízo ao país.

“O sensor com vídeo é a melhor solução para o gestor entender o que está acontecendo. Cerca de 90% dos acidentes hoje são provocados por falhas humanas, como distrações e direção agressiva. O vídeo traz um dado robusto para a criação de políticas de treinamento melhores para corrigir essas falhas ou até mesmo para reconhecer os motoristas com bom modo de condução”, garante Mourad.

Rodrigo Mourad, presidente e cofundador da Cobli (Cobli/Divulgação)

Esse tipo de tecnologia já representa 50% das novas instalações da Cobli. O custo, segundo a empresa, é baixo e, em geral, não chega a 1% do custo total de operação do veículo.

Essa combinação de soluções baseadas em inteligência artificial e uma base de dados robusta garante mais rentabilidade tanto para as empresas cujo foco principal é a logística quanto para aquelas que dependem do deslocamento de seus funcionários para a prestação de serviços. Além da prevenção de acidentes com motoristas bem treinados, há a economia de combustível com rotas mais inteligentes e diminuição do desgaste mecânico com a manutenção preventiva.

Para os próximos anos, a Cobil pretende continuar crescendo em ritmo acelerado no país, aproveitando a demanda potencial, e alçar voos internacionais, expandindo a operação para outros países da América Latina.

“Há cinco anos éramos duas pessoas, hoje somos 400, investimos 200 vezes mais no nosso produto. Queremos ser a maior empresa de telemetria da América Latina e estamos focados em conquistar esse objetivo nos próximos cinco anos”, diz Mourad.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Entenda regras do TSE para uso de inteligência artificial nas eleições
Brasil

Entenda regras do TSE para uso de inteligência artificial nas eleições

Há 5 horas

Pratique seu speaking com Inteligência Artificial
seloCarreira

Pratique seu speaking com Inteligência Artificial

Há um dia

Elon Musk processa OpenAI e Sam Altman por relação com Microsoft
Exame IN

Elon Musk processa OpenAI e Sam Altman por relação com Microsoft

Há 2 dias

Monalisa falando: IA do Alibaba cria vídeos com apenas uma foto
Inteligência Artificial

Monalisa falando: IA do Alibaba cria vídeos com apenas uma foto

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais