Negócios

HP tem resultado acima do esperado com alta nas vendas de computadores

A receita da unidade de sistemas pessoais da HP, que fabrica notebooks, aumentou 3,6%, no quarto trimestre fiscal, acima das expectativas

HP: segundo dados do IDC, empresa é a segunda maior fabricante de computadores, depois da Lenovo (HP/Divulgação)

HP: segundo dados do IDC, empresa é a segunda maior fabricante de computadores, depois da Lenovo (HP/Divulgação)

R

Reuters

Publicado em 27 de novembro de 2019 às 11h23.

Bangalore — A HP teve lucro trimestral acima das estimativas de analistas, impulsionado por aumento nas vendas de computadores e estações de trabalho, o que ajudou a minimizar fraqueza na área de impressoras.

A receita da unidade de sistemas pessoais, que fabrica notebooks, aumentou 3,6%, para 10,43 bilhões de dólares no quarto trimestre fiscal, superando as estimativas de 10,29 bilhões de analistas.

A HP é a segunda maior fabricante de computadores, depois da Lenovo, com 23,8% de participação no mercado, segundo dados da empresa de pesquisa IDC.

 

Os resultados foram divulgados enquanto a empresa tenta se afastar da tentativa de aquisição feita pela Xerox, que ofereceu 33,5 bilhões de dólares pela companhia.

No trimestre, as vendas da divisão de impressoras da HP, no entanto, caíram 6%, para 4,98 bilhões de dólares.

A receita total subiu marginalmente, para 15,41 bilhões de dólares, acima das expectativas dos analistas, de 15,25 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

O lucro líquido caiu para 388 milhões de dólares, ou 0,26 dólar por ação, no trimestre encerrado em 31 de outubro, ante 1,45 bilhão, ou 0,91 dólar por ação, um ano antes. Porém, em termos ajustados, a HP teve lucro de 0,60 dólar por ação, acima da estimativa média dos analistas de 0,58 dólar.

Acompanhe tudo sobre:BalançosComputadoresHP

Mais de Negócios

“Vamos investir 800 milhões de dólares para transição de veículos elétricos”, diz CEO global do Uber

Universidade aposta em software com IA para aumentar a segurança no campus

Sebrae promove evento gratuito sobre sustentabilidade para pequenos negócios. Inscreva-se

Os CEOS mais bem pagos em 2023 nos EUA

Mais na Exame