Fleury tem resultado histórico puxado por atendimentos em casa

Atendimento móvel já responde por 8,5% da receita e "ampliou capacidade, sem grandes investimentos de capital", disse presidente do Fleury à EXAME

O laboratório Fleury teve resultados históricos no terceiro trimestre de 2020. O grupo apresentou receita de 943,8 milhões de reais no período, alta de 15,4% em relação ao mesmo periodo do ano anterior. O lucro foi de 132 milhões de reais, com alta ainda mais expressiva, de 45% ante o terceiro trimestre de 2019. A margem líquida também cresceu no período, de 12% para 15%. "Em seus 94 anos de história, poucas vezes o Grupo Fleury teve um período de tanto crescimento quanto o terceiro trimestre deste ano", disse a empresa em relatório.

É hora de seguir investindo em ações de saúde? Monte a melhor estratégia com os especialistas da EXAME Research

O resultado foi puxado pelo aumento da procura por serviços médicos nos últimos meses e pelo atendimento em casa oferecido pelo laboratório. O serviço móvel teve crescimento de 113% no período e respondeu por 8,5% do faturamento da companhia. “É um serviço novo, que ampliou nossa capacidade de atendimento e não exigiu grandes investimentos de capital, pois não precisamos construir novas unidades”, afirmou o presidente do Fleury, Carlos Marinelli em entrevista a EXAME.

O laboratório viu aumento consistente da procura por pacientes nos meses entre julho e setembro. No terceiro trimestre, a receita vinda das unidades de atendimento cresceu 13,7% em comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo Marinelli, essa tendência se manteve em outubro. “Em outubro esse crescimento continua. O que capturamos em pesquisas qualitativas com médicos é que os consultórios estão cheios”, diz.

A maior procura é resultado da demanda represada por serviços de saúde, uma vez que a população deixou de procurar atendimento nos meses mais críticos da pandemia, em especial no segundo trimestre. Para manter a consistência desse movimento quando a demanda se normalizar, o Fleury aposta na ampliação dos serviços médicos oferecidos nos laboratórios, além dos atendimentos em casa.

“As pessoas querem ambientes mais seguros. Então, serviços que já tínhamos e que cresciam numa velocidade menor, agora ganharam velocidade na pandemia, como a infusão de drogas, que antes as pessoas tinham o costume de fazer nos hospitais, e o nosso Day Clinic, para procedimentos menos complexos”, disse.

A empresa teve ainda o faturamento reforçado com a venda de testes para o coronavírus, com mais de 1,3 milhão testes, e com contratos de consultoria para empresas que estão retomando as atividades.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.