Negócios
Acompanhe:

Endeavor está em busca de startups para acelerar; saiba como participar

Rede de apoio ao empreendedorismo está com inscrições abertas para o Scale-Up Endeavor, programa de aceleração para startups de alto crescimento

Startups: Endeavor busca scale-ups para programa de aceleração (Hispanolistic/Getty Images)

Startups: Endeavor busca scale-ups para programa de aceleração (Hispanolistic/Getty Images)

M
Maria Clara Dias

4 de dezembro de 2022, 10h00

A Endeavor, rede de apoio ao empreendedorismo, está em busca de novas scale-ups, startups de alto crescimento, para acelerar. Nesta semana, foram abertas as inscrições para o Scale-Up Endeavor 2023, programa de aceleração para startups de alto crescimento.

Na próxima edição do programa, que acontecerá entre os meses de fevereiro e junho de 2023, o foco estará em empresas de diferentes setores, mas com destaque especial para greentechs e startups cripto, nichos para os quais a Endeavor se empenhará em ampliar presença nas turmas de aceleradas.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

“Temos visto tendências que apontam para o crescimento de greentechs, ou seja, negócios voltados para energia limpa, combate a mudanças climáticas, crédito de carbono e ESG, e também startups cripto, que têm ganhado mais espaço no mercado de soluções financeiras. Esses tipos de negócios chamam nossa atenção e devem liderar soluções importantes para desafios da sociedade”, diz Guilherme Camargo, coordenador de busca e seleção do programa Scale-Up Endeavor.

Quem pode participar

Para a primeira turma de 2023, buscam-se negócios de todas as regiões do país e segmentos de atuação, que apresentem alto potencial de crescimento, diferenciais competitivos claros e um modelo de negócios comprovado pelo mercado.

Interessados podem se inscrever, até 16 de dezembro, no site.

Como funciona o programa

A aceleração acontecerá no formato híbrido, com alguns encontros presenciais em São Paulo.

O propósito do Scale-Up Endeavor é encontrar casos de sucesso entre pequenas empresas com  algum potencial de escala. Para isso, durante os meses de aceleração, a Endeavor se propõe a conectar esses empreendedores a uma rede de mentores dedicados a ajudá-los a solucionar suas principais dores de crescimento — algo que pode variar de setor para setor. Além disso, promove a interação entre empresas que tenham desafios semelhantes. Entre eles estão:

  • pessoas e cultura
  • growth
  • estratégias de crescimento
  • acesso à capital.

Diante disso, a metodologia do programa prioriza a divisão das selecionadas não por setor, mas por seus modelos de negócios, tipos de desafios de crescimento, maturidade e estágio de captação de recursos, além da experiência prévia das empreendedoras e empreendedores.

Além das mentorias individuais e coletivas, a participação no Scale-Up Endeavor também pode encurtar o caminho para que empresas sejam investidas pelo Scale-Up Ventures, fundo de co-investimento de impacto da Endeavor no Brasil que já investiu em empresas como PagaLeve, Gringo, BHub, IsaLab e Conexa.

Em 2022, a Endeavor analisou 4.000 scale-ups,e acelerou 189 empresas de 14 estados do país, em duas turmas. Juntas, elas têm um crescimento de 200%, com previsão de faturarem mais de 4 bilhões este ano e empregar mais de 6.000 pessoas. Este ano, 23 brasileiros passaram a fazer parte da rede global, incluindo Alice e CERC.

LEIA TAMBÉM

Estudos Latitud: futuro do e-commerce se dará pela logística sustentável e fidelização

Corretora de saúde para PMEs, Piwi capta R$ 20 milhões e quer crescer 10 vezes em três anos