Acompanhe:
seloNegócios

Dona do WordPress leva home office ao extremo

Com quase 1.400 metros quadrados, o escritório de São Francisco era lindo, mas foi fechado

Modo escuro

Continua após a publicidade
Home office: todos os funcionários da Automattic em São Francisco passarão a trabalhar de onde quiserem (Likoper/Thinkstock)

Home office: todos os funcionários da Automattic em São Francisco passarão a trabalhar de onde quiserem (Likoper/Thinkstock)

K
Karin Salomão

Publicado em 18 de junho de 2017 às, 08h00.

Última atualização em 18 de junho de 2017 às, 08h00.

São Paulo - O home office tem se tornado uma prática cada vez mais comum em empresas. Com o avanço da tecnologia, funcionários podem trabalhar de casa ou de alguma cafeteria e fazer ligações e reuniões por teleconferência.

Nas companhias que oferecem o benefício, colaboradores podem escolher não ir ao escritório uma ou mais vezes por semana. Mas a Automattic, dona da plataforma de blogs WordPress, está levando a prática ao extremo.

A empresa está fechando o seu escritório de São Francisco e todos os funcionários passarão a trabalhar de onde quiserem.

Ela funcionava na cidade californiana há sete anos em um galpão reformado especialmente para a companhia, com pé direito amplo e portão de madeira customizado. Com quase 1.400 metros quadrados, o local era lindo.

Mesmo assim, ninguém o frequentava. Os cerca de 30 funcionários na cidade já trabalhavam remotamente e apenas cerca de cinco pessoas frequentavam o local por dia, afirmou o presidente da companhia, Matt Mullenweg. Dessa forma, não fazia mais sentido pagar o aluguel do espaço.

No mundo, a Automattic tem 550 funcionários espalhados por dezenas de países e valor de mercado de 1 bilhão de dólares. Todos eles podem atuar de onde quiserem e recebem até 250 dólares por mês caso queiram frequentar outros espaços de co-working, de acordo com o Quartz.

As reuniões são feitas pela internet, o contato é pelo chat, a empresa patrocina a compra de computadores e a criação de um escritório na cada dos funcionários e, se eles quiserem trabalhar em uma Starbucks, por exemplo, paga até pelo café que consumirem, diz o site.

Duas vezes por ano, todos os funcionários se encontram para uma reunião global, para alinhar culturas e missões. A empresa já chegou até a contratar funcionários por entrevistas em vídeo, sem conhecê-los pessoalmente, conta o Business Insider.

Últimas Notícias

Ver mais
Quer um jatinho para Nova York? Essa startup fatura R$ 9 milhões agilizando a vida dos ultrarricos
seloNegócios

Quer um jatinho para Nova York? Essa startup fatura R$ 9 milhões agilizando a vida dos ultrarricos

Há 12 horas

Quer trabalhar em qualquer lugar do mundo? Veja as vagas de home office desta semana
seloCarreira

Quer trabalhar em qualquer lugar do mundo? Veja as vagas de home office desta semana

Há 16 horas

Os FIDCs estão na idade da pedra. A Black 101 quer trazê-los para a era da IA
Exame IN

Os FIDCs estão na idade da pedra. A Black 101 quer trazê-los para a era da IA

Há 20 horas

É difícil trabalhar no modelo remoto?
ESG

É difícil trabalhar no modelo remoto?

Há 21 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais