Dia do Consumidor: como aproveitar ofertas online sem cair em armadilhas

De sites falsos a preços "pela metade do dobro", veja alguns cuidados ao aproveitar as promoções durante o Dia do Consumidor
Segundo Shopee, 68% dos brasileiros vão comprar online pela primeira vez durante o dia do consumidor (Getty Images/Getty Images)
Segundo Shopee, 68% dos brasileiros vão comprar online pela primeira vez durante o dia do consumidor (Getty Images/Getty Images)
Por Luciana LimaPublicado em 15/03/2022 15:17 | Última atualização em 15/03/2022 17:09Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Criada em 1962 pelo ex-presidente americano John Kennedy, o Dia do Consumidor, celebrado hoje, 15, nasceu para dar visibilidade aos direitos dos consumidores. Sessenta anos depois, a data caiu no gosto dos brasileiros, principalmente, por conta dos descontos que chegam a até 70% oferecidos por algumas lojas. 

Garanta o seu lugar entre as melhores do Brasil, entre no ranking Negócios em Expansão 2022

Segundo um levantamento da Shopee, por exemplo, que ouviu mais de mil pessoas, 68% dos brasileiros têm a intenção de realizar suas primeiras compras online na data. Mas, embora os descontos seduzam, é preciso tomar alguns cuidados para evitar “furadas”. 

Pensando nisso, Rodrigo Garcia, diretor executivo da Petina Soluções em Negócios Digitais, startup gestão de marketplaces, listou cinco cuidados para se atentar ao comprar online durante o Dia do Consumidor: 

Dê preferência pelos marketplaces 

Para quem se sente inseguro de comprar online, devido à possíveis fraudes, uma dica é apostar em marketplaces de empresas conhecidas. “O comprador deve verificar se as opções oferecidas estão de acordo com a sua necessidade, e se não precisará cadastrar dados que não queira disponibilizar, por questão de segurança”, ensina Garcia.

De olho no frete e na entrega 

Além dos descontos significativos, é importante também prestar atenção se o prazo de entrega e o valor do frete, de fato, compensam. “Não vale a pena pagar mais barato em um produto que demore semanas para chegar, por exemplo, ou tenha um frete muito caro”, diz o especialista.

Segundo uma pesquisa da eBit, o frete grátis é citado como a “promoção preferida” de 78% dos consumidores. 38% deles também levam em consideração o tempo de entrega.

Cuidado com os sites falsos

Nessa época, muitos criminosos se aproveitam do interesse das pessoas para aplicar golpes, criando páginas falsas. “Para evitar esse tipo de problema, o consumidor deve realizar uma busca e consultar o site do Procon, que disponibiliza uma lista de sites que não são confiáveis. O Reclame Aqui também ajuda, pois exibe a reputação de cada empresa”, sugere Garcia.

Sem compras por impulso

De acordo com uma pesquisa recente da da All iN Social Miner, em parceria com a Opinion Box e Bornlogic, 58% das pessoas aproveitam as promoções para comprar o que julgam ser imprescindível no dia a dia, como itens de limpeza e higiene pessoal. Além disso, 56% buscam por objetos de desejo com menor preço.

“É importante que o consumidor analise, na hora da compra, se está comprando algo que realmente queira ou deseje, ou se está fazendo isso apenas por impulso. A compra por impulso, geralmente, gera arrependimento”, recomenda Garcia.

De olhos nos preços "metade do dobro" 

Assim como na Black Friday, o consumidor deve ficar atento aos famosos “metade do dobro”, já que existem lojas que sobem os preços de determinados produtos antes da data para simular uma promoção. O ideal para evitar esse tipo de situação é monitorar os valores dos itens desejados com alguns dias ou semanas de antecedência.

“Os sites sérios não adotam esse tipo de prática e, nesse caso, o marketplace é uma boa alternativa, pois a empresas proprietárias selecionam os sites parceiros, que podem sofrer punições e até mesmo ser descredenciados em caso de práticas inadequadas como essa”, finaliza Garcia.