Negócios

Deputados franceses adotam medida contra Amazon por preços

Deputados na França aprovaram projeto de lei que impedirá empresas como a Amazon de acumular gratuidade de gastos de transporte dos livros

Logomarca da Amazon: gratuidade em transporte, proposta pela Amazon, é considerada concorrência desleal pelas livrarias tradicionais (Lionel Bonaventure/AFP)

Logomarca da Amazon: gratuidade em transporte, proposta pela Amazon, é considerada concorrência desleal pelas livrarias tradicionais (Lionel Bonaventure/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de outubro de 2013 às 09h30.

Paris - Os deputados franceses aprovaram nesta quinta-feira um projeto de lei que impedirá aos operadores on-line, como a gigante americana Amazon, acusados de "dumping", acumular a gratuidade de gastos de transporte dos livros com o desconto autorizado no país de 5%.

O texto, que pretende apoiar as livrarias tradicionais, foi aprovado por unanimidade na Assembleia Nacional (Câmara Baixa). Agora será submetido ao Senado para a adoção definitiva.

O novo texto insere em uma lei de 1981 sobre o preço único dos livros um parágrafo que estipula que, para os livros enviados por correio aos compradores, o vendedor não pode acumular por sua vez o desconto autorizado na França de 5% e a gratuidade dos gastos de transporte.

A gratuidade, proposta pela Amazon (70% das vendas on-line), é considerada concorrência desleal pelas livrarias tradicionais.

A Amazon pratica uma "estratégia de dumping, de venda com perdas", denunciou durante os debates parlamentares a ministra francesa da Cultura, Aurélie Filippetti.

Acompanhe tudo sobre:AmazonComércioEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetEuropaFrançaLivroslojas-onlinePaíses ricosPreços

Mais de Negócios

“É função dos empresários iniciar um novo RS”, diz CEO da maior produtora de biodiesel do país

Na Prosegur, os candidatos são avaliados pela simpática Rose, a chatbot do grupo

Baré, Fruki, Coroa, Jesus: conheça os refrigerantes de guaraná que bombam pelos estados do Brasil

De gravadora a companhia aérea: conheça Richard Branson, o bilionário que inspira os donos da Cimed

Mais na Exame