Acompanhe:
seloNegócios

Com sede em Salvador, empresários criam aceleradora de startups com foco no Nordeste

A aceleradora StartVC quer fomentar negócios e atrair mais investimentos para o ecossistema de startups no Nordeste

Modo escuro

Continua após a publicidade
Na foto, os fundadores da aceleradora nordestina StartVC (StartVC/Divulgação)

Na foto, os fundadores da aceleradora nordestina StartVC (StartVC/Divulgação)

I
Isabela Rovaroto

Publicado em 26 de setembro de 2022 às, 12h12.

O 'oceano azul' de negócios do Nordeste, ainda pouco desbravado por investidores, é a tese da aceleradora StartVC, fundada por cinco empresários da região. O objetivo é desenvolver negócios e ideias de empreendedores, além de atrair mais investimentos à comunidade nordestina de startups.

Em 2021, foi registrado um aumento de 200% no volume de investimentos nas empresas do Brasil, apesar dos impactos da pandemia, segundo relatório da WrappedBrazilian Startups. Os aportes médios saltaram para U$ 13,7 milhões contra U$ 5,5 milhões em 2020. Por outro lado, 80% das empresas estão no Sul e Sudeste do país e apenas 7% delas estão no Nordeste, apontam dados da plataforma de inteligência Sling Hub.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio!

Apostando em cultura empresarial, educação e investimentos, a StartVC começa sua operação no mês de setembro com quase 100 membros cadastrados em sua comunidade de mentores, investidores e parcerias com instituições de grande porte. Entre elas, alguns nomes de peso do mercado nacional como as plataformas de crowdfunding Bloxs e SMU, startups locais como o BigDelivery e empresas nordestinas como a Movesa.

O primeiro edital da aceleradora busca 10 startups da região. As inscrições estão abertas até a primeira quinzena de dezembro.

Além de aportes financeiros, a aceleradora oferecerá apoio contábil e jurídico, mentorias e consultorias, contato com outros empreendedores e founders de startups, apoio em negociações com parceiros e fornecedores, entre outros suportes.

“Acreditamos que a baixa representatividade de startups do Nordeste é incongruente com o potencial da população local. Então temos uma oportunidade de alavancar os empreendedores nordestinos para crescerem no âmbito nacional e internacional”, avalia o baiano Paulo Carvalho, cofundador da StartVC, e com experiência de já ter investido em mais de 100 startups pelo mundo — mas apenas uma no Nordeste.

De Maceió para o mundo: franquia de açaí fatura R$ 180 milhões e está em nove países

Ao lado de Paulo estão os empresários Daniel Dellis, João Paulo Fichman, Max Mottin, Marcos Machado, todos com experiências de trabalho diferentes e complementares ao negócio. A aceleradora também conta com parcerias com os escritórios Yucathan Tavares Contabilidade, e Escritório Ruy Andrade Advocacia Empresarial que oferecerão suporte para as startups.

Com sede em Salvador, a StartVC terá a responsabilidade de ajudar a construir a cultura do empreendedorismo no Nordeste, que ainda não é forte como em outras regiões.

“O Sul e o Sudeste já se beneficiam de tecnologias desenvolvidas por startups há anos. O mercado nordestino ainda está desamparado, apesar de sentir as mesmas dores. A demanda já existe e vamos ajudar os empresários a supri-las”, diz Carvalho.

O modelo de negócios da StartVC é inspirado nas maiores aceleradoras de negócios do mundo, como a YCombinator.

“Vamos aumentar o número de startups aceleradas a cada ano, provendo nossos serviços e alcançando mais empreendedores. Criando este ecossistema de startups no Nordeste, nosso objetivo é atrair ainda mais investimento e criar um ciclo de engajamento positivo para todos os envolvidos”, projeta o empreendedor.

Uma 'fit' do Nordeste: academia Selfit, de Pernambuco, fatura R$ 97 milhões e quer crescer 85% em 23

Empreendedora do interior da Paraíba fatura hoje R$ 100 milhões com negócio em 35 países

Últimas Notícias

Ver mais
Brasil terá fundo para preservar corais
ESG

Brasil terá fundo para preservar corais

Há 14 horas

“Estou muito interessado em oportunidades no Brasil”, diz Victor Lazarte, fundador da Wildlife
seloNegócios

“Estou muito interessado em oportunidades no Brasil”, diz Victor Lazarte, fundador da Wildlife

Há 16 horas

"Eu estou mais otimista do que há um ano", afirma Alex Szapiro, líder do SoftBank na América Latina
seloNegócios

"Eu estou mais otimista do que há um ano", afirma Alex Szapiro, líder do SoftBank na América Latina

Há um dia

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração
ESG

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais