Negócios

Citigroup lucra abaixo do esperado com receita menor

Resultado foi metade do esperado pelos analistas

O Citibank recebeu US$ 45 bilhões do governo americano durante a crise

O Citibank recebeu US$ 45 bilhões do governo americano durante a crise

DR

Da Redação

Publicado em 18 de janeiro de 2011 às 12h13.

Nova York - O Citigroup divulgou lucro trimestral de 1,3 bilhão de dólares nesta terça-feira, com redução das perdas com empréstimos ruins. Mas o banco não atingiu a previsão de analistas para seu resultado, devido à queda na receita da divisão de banco de investimentos.

As ações do Citi recuavam mais de 4 por cento logo após a abertura do pregão em Nova York, cotadas a 4,92 dólares.

O terceiro maior banco dos Estados Unidos provisionou cerca de 2,3 bilhões de dólares para créditos de liquidação duvidosa, principalmente pelo aumento da carteira nos negócios de cartão de crédito que foram colocados à venda.

A receita com títulos e negociação de valores mobiliários caiu 6 por cento contra o terceiro trimestre, para 18,4 bilhões de dólares. Apenas a receita com renda fixa despencou quase 60 por cento do terceiro para o quarto trimestre.

O Citigroup --que tomou 45 bilhões de dólares em empréstimos do governo dos EUA durante a crise financeira-- teve lucro líquido de 0,04 dólar por ação no quarto trimestre. Um ano antes, o banco teve lucro de 7,6 bilhões de dólares, ou 0,33 dólar por ação.

Analistas esperavam, em média, lucro no último trimestre de 0,08 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

Foi o quarto trimestre consecutivo em que o Citigroup registrou lucro, e o primeiro resultado positivo desde que o governo norte-americano terminou de vender sua participação no banco no mês passado.

Na última sexta-feira as ações do Citigroup terminaram o dia valendo 5,13 dólares, valor mais alto de fechamento desde agosto de 2009.

Acompanhe tudo sobre:BancosCitibankCitigroupEmpresasEmpresas americanasEstados Unidos (EUA)FinançasLucroPaíses ricos

Mais de Negócios

11 franquias baratas para trabalhar sem funcionários a partir de R$ 2.850

Inteligência Artificial no Brasil: inovação, potencial e aplicações reais das novas tecnologias

Mundo sem cookies: as big techs estão se adequando a uma publicidade online com mais privacidade

Ligadona em você: veja o que aconteceu com a Arapuã, tradicional loja dos anos 1990

Mais na Exame