Cia Hering tem lucro líquido de R$69,4 mi no 1º tri

A receita líquida de janeiro a março cresceu 16,2 % na mesma base de comparação, para 379,7 milhões de reais

São Paulo - O lucro líquido da varejista de vestuário Cia Hering recuou 1,2 % no primeiro trimestre na comparação anual, a 69,4 milhões de reais, informou a companhia nesta segunda-feira.

O resultado, pressionado por um menor resultado financeiro e impostos mais altos, ficou em linha com a média de estimativas de analistas consultados pela Reuters, que apontava para lucro de 71,6 milhões de reais.

O crescimento em base anual de 13,6 % do Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização), para 102,2 milhões de reais, também teve impacto sobre a linha final do balanço, informou a Cia Hering. A margem Ebitda foi de 26,9 %, ante 27,5 % no primeiro trimestre de 2012.

A receita líquida de janeiro a março cresceu 16,2 % na mesma base de comparação, para 379,7 milhões de reais.

Segundo a empresa, o início das vendas no primeiro trimestre, com o período da liquidação de verão, foi fraco por conta da indisponibilidade de estoque nas lojas.

"A partir da entrada da coleção de outono nas lojas, que se deu após o Carnaval (...) tivemos resposta bastante positiva de vendas", disse em seu balanço de resultados.

"Adicionalmente, fizemos no trimestre o showroom da coleção de inverno, que também apresentou boas perspectivas para o segundo trimestre", adicionou.

A Cia Hering encerrou março com um total de 638 lojas e mantém seu plano de abrir 30 novos pontos de venda no formato Hering Kids e 77 Hering Store em 2013.

Os investimentos da varejista no primeiro trimestre foram de 8,5 milhões de reais, sendo a maior parte destinado à área de tecnologia da informação.


A Hering afirmou, ainda, que vai continuar apostando em seu potencial de crescimento orgânico em 2013, e que mantém otimista em relação a esta perspectiva.

"Após um início de ano com sinais positivos, normalização das operações, e o bom desempenho das coleções tanto na demanda de franqueados e multimarcas quanto nas vendas das lojas para o consumidor final indicam um cenário de crescimento nos próximos trimestres", disse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.