Negócios

Carrefour diz estar surpreso sobre "proposta de fusão que não existe"

Neste domingo, o varejista francês Casino, que no Brasil é controlador do Pão de Açúcar, informou que rejeitou uma proposta para possível fusão

CARREFOUR: também segundo a nota: "as dificuldades enfrentadas pelo Casino e por seu acionista controlador não justificam a divulgação de comunicados inoportunos, enganosos e sem fundamento" (Paulo Whitaker/Reuters)

CARREFOUR: também segundo a nota: "as dificuldades enfrentadas pelo Casino e por seu acionista controlador não justificam a divulgação de comunicados inoportunos, enganosos e sem fundamento" (Paulo Whitaker/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 24 de setembro de 2018 às 11h15.

São Paulo - O Carrefour nega ter feito qualquer solicitação ao Casino e diz que "está surpreso que seu conselho de administração teria analisado uma proposta de fusão que não existe". A declaração consta de comunicado enviado pelo grupo ao Atacadão S.A., sua controlada no Brasil.

O comunicado ao mercado, assinado pelo diretor vice-presidente de Finanças e diretor de Relações com Investidores do Grupo Carrefour Brasil, Sébastien Durchon, diz que está avaliando as opções jurídicas "para impedir tais insinuações inaceitáveis".

Também a nota afirma que "as dificuldades enfrentadas pelo Casino e por seu acionista controlador não justificam a divulgação de comunicados inoportunos, enganosos e sem fundamento".

Neste domingo, o varejista francês Casino, que no Brasil é controlador do Pão de Açúcar, informou que rejeitou uma proposta para possível fusão.

O comunicado divulgado por sua matriz afirmou não haver interesse no negócio, após uma reunião do conselho de administração neste domingo.

Acompanhe tudo sobre:AtacadãoCarrefourFusões e AquisiçõesPão de AçúcarSupermercados

Mais de Negócios

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Descubra 4 formas de pedir empréstimo e quais são as vantagens e desvantagens de cada uma

Apoio Financeiro no RS: prazo para adesão ao termina nesta sexta-feira; saiba como se inscrever

Com nova fábrica, Gelato Borelli vai triplicar produção e planeja faturar R$ 360 milhões em 2024

Mais na Exame