Negócios

Cade aprova operação entre Petrobras e São Martinho

O grupo São Martinho incorporará os 49% de participação da petroleira na empresa Nova Fronteira Bioenergia

a Petrobras receberá 6,59% do capital total da São Martinho (Tânia Rêgo/Agência Brasil/Reuters)

a Petrobras receberá 6,59% do capital total da São Martinho (Tânia Rêgo/Agência Brasil/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 12 de janeiro de 2017 às 09h00.

Brasília - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou operação entre a Petrobras e a São Martinho no ramo de biocombustíveis. A aprovação, sem restrições, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 12.

Pela operação, o grupo São Martinho, um dos maiores produtores de açúcar e álcool do País, incorporará os 49% de participação da petroleira na empresa Nova Fronteira Bioenergia.

Em troca, a Petrobras receberá 6,59% do capital total da São Martinho. As ações devem ser vendidas pela estatal em mercado "de maneira estruturada", de acordo com comunicado divulgado no início de dezembro.

O acordo começou a ser discutido há mais de um ano e faz parte do movimento da Petrobras de sair de negócios que não são considerados estratégicos pela empresa. O valor da transação é avaliado em cerca de US$ 133 milhões.

Petrobras Biocombustíveis e São Martinho formaram a joint venture em 2010 e criaram a Nova Fronteira, controladora da Usina Boa Vista (GO).

Acompanhe tudo sobre:Açõesacordos-empresariaisEmpresasPetrobrassao-martinho

Mais de Negócios

Em masterclass gratuita, Marcelo Cherto ensina o passo a passo para abrir uma franquia de sucesso

Vai um hambúrguer aí? Mania de Churrasco fatura R$ 114 milhões com lanches

Cauã Reymond, Deborah Secco e mais: ‘Netflix da publicidade' fatura R$70 mi levando famosos até PMEs

Dia dos Namorados: pequenas e médias empresas online faturam R$ 262,5 milhões na data, alta de 35%

Mais na Exame