Acompanhe:
seloNegócios

Cade aprova aquisição pela Glencore de 6,14% da Paranapanema

Segundo documento divulgado, a autoridade concluiu que a operação será "incapaz, portanto, de suscitar preocupações concorrenciais"

Modo escuro

Continua após a publicidade
Glencore: Cade ressaltou que há acionistas mais relevantes do que a Glencore no capital da Paranapanema (Arnd Wiegmann/Reuters)

Glencore: Cade ressaltou que há acionistas mais relevantes do que a Glencore no capital da Paranapanema (Arnd Wiegmann/Reuters)

M
Marta Nogueira, da Reuters

Publicado em 21 de novembro de 2017 às, 11h38.

Rio de Janeiro - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição, pela operadora global de commodities Glencore, de 6,14 por cento das ações representativas do capital social da produtora de cobre e laminados Paranapanema.

O órgão antitruste destacou que a participação combinada das partes no mercado mundial de cátodo de cobre antingirá de 10 a 20 por cento após a operação, a mesma contabilizada em 2016 pelo Grupo Glencore, segundo dados da Wood Mackenzie.

Dessa forma, o Cade concluiu que a operação será "incapaz, portanto, de suscitar preocupações concorrenciais".

Além disso, o órgão ressaltou que há acionistas mais relevantes do que a Glencore no capital da Paranapanema.

São acionistas da Paranapanema as empresas Bonsucex Holding, com 14 por cento, Petros (12 por cento), Caixa (17 por cento) e Previ (24 por cento).

"Diante desse quadro, não seria razoável concluir que a entrada da Glencore no capital social da Paranapanema, como sócia minoritária, detendo ainda reduzidas participações nos mercados relevantes analisados, tenha o condão de afetar, negativamente, tais mercados", disse o Cade.

Últimas Notícias

Ver mais
Depois do "back to basics", CVC mira 2 mil lojas
Exame IN

Depois do "back to basics", CVC mira 2 mil lojas

Há 2 dias

MELHORES E MAIORES 2024: inscrições estão abertas
seloNegócios

MELHORES E MAIORES 2024: inscrições estão abertas

Há 2 dias

Pasta do Comércio da China se compromete a ajudar empresas e a impulsionar demanda doméstica
Economia

Pasta do Comércio da China se compromete a ajudar empresas e a impulsionar demanda doméstica

Há 3 dias

Elon Musk processa OpenAI e Sam Altman por relação com Microsoft
Exame IN

Elon Musk processa OpenAI e Sam Altman por relação com Microsoft

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais