Negócios

BNDES aprova crédito de R$ 35 milhões para a Natura

A empresa de cosméticos receberá um empréstimo de R$ 17,45 milhões para o desenvolvimento de novos produtos e mais R$ 17,5 milhões destinados à instalação de um centro

As operações foram enquadradas nas linhas BNDES Finem Inovação Produção e BNDES PSI Inovação (Divulgação)

As operações foram enquadradas nas linhas BNDES Finem Inovação Produção e BNDES PSI Inovação (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de abril de 2012 às 16h47.

Rio de Janeiro - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de R$ 35 milhões para dois projetos da Natura. A empresa de cosméticos receberá um empréstimo de R$ 17,45 milhões para o desenvolvimento de novos produtos e mais R$ 17,5 milhões destinados à instalação de um Centro de Distribuição em São Paulo. As operações foram enquadradas nas linhas BNDES Finem Inovação Produção e BNDES PSI Inovação.

O projeto de desenvolvimento de produtos prevê a aquisição de itens para a produção de uma linha com características inovadoras. A ação está em sintonia com a estratégia da empresa, que investe em pesquisa e desenvolvimento de componentes obtidos a partir da biodiversidade brasileira para agregar valor a seus produtos.

O Centro de Distribuição deverá incorporar tecnologias e processos inovadores para aumentar a eficiência da logística da companhia, que adota o sistema de vendas diretas e tem mais de 1 milhão de consultoras no País. A unidade terá uma área de 25 mil metros quadrados e ficará no bairro Parque Anhanguera, zona noroeste de São Paulo. A Natura espera reduzir o tempo de entrega dos pedidos, com o ganho de eficiência em relação ao atual CD, em Cajamar (SP).

Acompanhe tudo sobre:BNDESEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasFinanciamento de grandes empresasIndústriaindustria-de-cosmeticosNatura

Mais de Negócios

Carrefour inaugura primeiro Atacadão na França

RS precisa de lei de incentivo à reconstrução similar à da cultura, diz empresário gaúcho

Com locação de equipamentos de TI, empresa tem crescimento orgânico de 54% em 2023

Justiça aprova plano de recuperação extrajudicial da Casas Bahia

Mais na Exame