Acompanhe:
seloNegócios

Bloomberg deve vender empresa se for eleito presidente dos EUA

Bloomberg LP fornece informações financeiras a empresas de Wall Street, além de notícias

Modo escuro

Continua após a publicidade
Michael Bloomberg: Bloomberg subiu rapidamente nas pesquisas de opinião desde que entrou na corrida para a indicação democrata (Bryan Bedder/Getty Images)

Michael Bloomberg: Bloomberg subiu rapidamente nas pesquisas de opinião desde que entrou na corrida para a indicação democrata (Bryan Bedder/Getty Images)

R
Reuters

Publicado em 19 de fevereiro de 2020 às, 09h58.

São Paulo — O pré-candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos Michael Bloomberg venderá a Bloomberg LP, empresa de informações financeiras que o tornou bilionário, se for eleito presidente dos EUA, confirmou sua campanha na terça-feira.

Bloomberg subiu rapidamente nas pesquisas de opinião desde que entrou na corrida para a indicação democrata, e participará de seu primeiro debate do ciclo eleitoral nesta quarta-feira em Las Vegas.

Os democratas disputam a indicação do partido para enfrentar o presidente republicano Donald Trump na eleição de 3 de novembro.

O ex-prefeito de Nova York já havia dito que provavelmente venderia a Bloomberg LP se eleito, o que sua campanha confirmou na terça-feira.

"Se eleito presidente, Mike venderá a empresa", disse a porta-voz Galia Slayen.

A Bloomberg LP fornece informações financeiras a empresas de Wall Street, além de notícias. A empresa, de propriedade privada e que não tem ações em bolsa, da qual Bloomberg é o principal proprietário, foi fundada por ele em 1981.

Analistas da Burton-Taylor International Consulting estimam que a companhia gerou mais de 10 bilhões de dólares de receita em 2019.

Últimas Notícias

Ver mais
Como a Casa do Construtor fatura R$ 834 milhões alugando de furadeiras a betoneiras
seloNegócios

Como a Casa do Construtor fatura R$ 834 milhões alugando de furadeiras a betoneiras

Há 16 horas

Em negócio de R$ 20 milhões, empresa de SP compra startup para agilizar comércio no exterior
seloNegócios

Em negócio de R$ 20 milhões, empresa de SP compra startup para agilizar comércio no exterior

Há 23 horas

29% das empresas brasileiras fecham nos primeiros 5 anos; veja como a IA pode mudar essa realidade
seloNegócios

29% das empresas brasileiras fecham nos primeiros 5 anos; veja como a IA pode mudar essa realidade

Há um dia

Em expansão no Brasil, Globant é classificada como marca de TI com crescimento mais rápido do mundo
seloNegócios

Em expansão no Brasil, Globant é classificada como marca de TI com crescimento mais rápido do mundo

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais