Negócios

AT&T está pronta para investir e manter a cultura da Time Warner, diz CEO

Presidente-executivo, Randall Stephenson, mencionou plano para investir até US$ 22 bi na companhia combinada, incluindo aportes na HBO

AT&T: Stephenson disse nesta sexta-feira que a empresa pretende preservar a cultura criativa da Time Warner (Getty Images/Getty Images)

AT&T: Stephenson disse nesta sexta-feira que a empresa pretende preservar a cultura criativa da Time Warner (Getty Images/Getty Images)

R

Reuters

Publicado em 15 de junho de 2018 às 19h30.

A AT&T está empenhada em investir o quanto for necessário no negócio de mídia da recém-adquirida Time Warner, disse o presidente-executivo, Randall Stephenson, à CNBC, nesta sexta-feira, mencionando plano para investir de 21 bilhões a 22 bilhões de dólares na empresa combinada.

"Não vamos economizar nem um centavo aqui", disse Stephenson em uma entrevista ao canal de notícias financeiras. "Pretendemos investir."

A segunda maior operadora de telefonia móvel dos Estados Unidos acertou a aquisição de 85 bilhões de dólares da Time Warner na quinta-feira e agora enfrenta a tarefa de integrar uma empresa de mídia em suas operações. O objetivo é melhor enfrentar empresas como Netflix e Amazon.com, que produzem e fornecem entretenimento diretamente aos clientes.

Esse será o trabalho de John Stankey, que liderará o negócio de entretenimento combinado da empresa. Stephenson disse nesta sexta-feira que a AT&T pretende preservar a cultura criativa da Time Warner.

Ele reconheceu essas diferenças em um email que enviou para os funcionários da AT&T e da Time Warner na quinta-feira, o qual foi visto pela Reuters.

"Por mais diferentes que sejam nossos negócios, acho que vocês descobrirão que temos muito em comum", escreveu Stephenson. "Somos grandes fãs do seu talento e criatividade. E vocês têm minha palavra de que continuarão a ter a liberdade criativa e os recursos para continuarem fazendo o que fazem melhor."

Stephenson disse à CNBC que espera que os níveis de endividamento da AT&T baixem rapidamente em cerca de um ano, retornando aos níveis normais dentro de quatro anos, a cerca de 2,3 vezes o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda).

Alguns analistas levantaram preocupações sobre o alto nível de endividamento que a companhia assumiu para adquirir a Time Warner, cerca de 180 bilhões de dólares ao final da fusão.

Os planos de investimento da AT&T incluem investir mais na HBO, o canal de TV premium responsável pelo seriado de sucesso "Game of Thrones", e expandir a plataforma de contato direto da HBO com os telespectadores, disse Stephenson.

Acompanhe tudo sobre:AT&TEntretenimentoFusões e AquisiçõesTime Warner

Mais de Negócios

Com doações da Gerdau e da Vale, novo fundo mira R$ 100 milhões para ajudar a reconstruir o RS

“Sem dados não é possível fazer a comparação da energia que merecemos”, diz especialista da Globant

O plano de R$ 250 milhões da dona dos sorvetes Nestlé para ganhar a liderança do mercado no Brasil

5 tipos de embalagens de alimentos para priorizar nas compras do supermercado

Mais na Exame