Acompanhe:
seloNegócios

Após compra do Yahoo, Verizon deve demitir 2,1 mil funcionários

A demissão atinge cerca de 15% da força de trabalho do Yahoo e do AOL, a unidade da Verizon que será fundida

Modo escuro

Continua após a publicidade
O Yahoo, que tinha 8,6 mil funcionários em tempo integral em 31 de março já passou por muitos cortes (Justin Sullivan/AFP)

O Yahoo, que tinha 8,6 mil funcionários em tempo integral em 31 de março já passou por muitos cortes (Justin Sullivan/AFP)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 12 de junho de 2017 às, 07h56.

Nova York - A Verizon planeja demitir 2,1 mil pessoas após completar sua aquisição da divisão de internet do Yahoo, amanhã. A demissão será amenizada para alguns funcionários do Yahoo que perderam o emprego: uma elevação de 10% no preço das ações da empresa na quinta-feira, 8, aumentou o valor de seu estoque acionário.

A demissão atinge cerca de 15% da força de trabalho do Yahoo e do AOL, a unidade da Verizon que será fundida.

O Yahoo, que tinha 8,6 mil funcionários em tempo integral em 31 de março já passou por muitos cortes. Durante os cinco anos em que a executiva Marissa Mayer chefiou a empresa, a força de trabalho caiu 46%. O AOL também sofreu repetidas ondas de demissões, a mais recente em novembro, quando cortou 500 empregos.

Nenhuma das duas companhias comentou os planos de demissão. Mas o constante encolhimento do Yahoo e do AOL revela os grandes desafios enfrentados por ambos em sua competição com os dois gigantes da internet, Google e Facebook, e pelos dólares dos anunciantes.

Na quinta-feira, acionistas do Yahoo aprovaram a venda do negócio para a Verizon e os arranjos de compensação. Após o fechamento do negócio, amanhã, o que restou do Yahoo será renomeado Altaba e ficará com o dinheiro da venda, bem como uma parte significativa de ações do grupo Alibaba e do Yahoo Japan.

As ações do Yahoo subiram US$ 5,16 após a votação de quinta-feira, fechando em US$ 55,71. Isso elevará os dividendos dos funcionários do Yahoo que foram dispensados.

Com base na elevação do preço das ações, Marissa Mayer sairá levando US$ 264 milhões pelos cinco anos que trabalhou no Yahoo, frente aos US$ 239 milhões que levaria na sexta-feira.

Outros altos executivos do Yahoo demitidos receberão grandes indenizações, incluindo mais de dois anos de pagamento e antecipação de vencimento de contrato de ações. Por exemplo: Lisa Utzschneider, chefe da coleta de impostos e obrigações, receberá US$ 22 milhões, e Ken Goldman, diretor financeiro, cerca de US$ 12 milhões, com base no atual preço das ações e informações para a Securities and Ecchange Commission.

Empregados de escalões mais baixos também receberão benefícios ampliados que foram estabelecidos antes de o negócio com a Verizon ser decidido. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Últimas Notícias

Ver mais
Nike vai demitir 1.600 funcionários em plano para reduzir custos após vendas fracas
seloNegócios

Nike vai demitir 1.600 funcionários em plano para reduzir custos após vendas fracas

Há 2 semanas

Moraes vota para permitir demissão de funcionário de estatal sem motivação
Brasil

Moraes vota para permitir demissão de funcionário de estatal sem motivação

Há 3 semanas

Atestado para não trabalhar no carnaval pode render demissão por justa causa?
seloCarreira

Atestado para não trabalhar no carnaval pode render demissão por justa causa?

Há 3 semanas

Snap anuncia redução de 10% no quadro de funcionários
Tecnologia

Snap anuncia redução de 10% no quadro de funcionários

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais