Negócios

Anhanguera investe em tecnologia para chegar a meio milhão de alunos

Empresa anunciou hoje parcerias em tecnologia para crescer na área de ensino à distância

Anhanguera: a empresa possui 27 canais de satélite - com o acordo com a Intelsat, ela poderá transmitir conteúdo por até 50 canais de satélite simultaneamente (Divulgação)

Anhanguera: a empresa possui 27 canais de satélite - com o acordo com a Intelsat, ela poderá transmitir conteúdo por até 50 canais de satélite simultaneamente (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 13 de setembro de 2011 às 18h21.

São Paulo - O grupo Anhanguera Educacional anunciou hoje a realização de parcerias com a Intelsat (que atua no mercado de satélites) e com a Harris Corporation (que atua no mercado de broadcast). Os acordos fazem parte da estratégia da empresa de investir em tecnologia para o ensino à distância.

A educação à distância responde por 35% do número total de alunos da Anhanguera. Hoje, são cerca de 300.000 alunos. O objetivo é atender cerca de meio milhão de alunos até o final de 2012. Para crescer, a empresa vem investindo em tecnologia e na expansão nacional.

A Anhanguera é uma empresa educacional que tem, dentro de sua operação, uma estrutura de tv. São 29 estúdios e, além de produzir os programas/aulas, a empresa os distribui para seus mais de 500 polos de ensino no Brasil – e transmite as teleaulas nos seus cerca de 60 campi. “Cada vez mais, a presença do vídeo como elemento pedagógico está se firmando”, disse Luciano Possani, diretor de TI da Anhanguera.

A Anhanguera possuia 27 canais de satélite antes do acordo com a Intelsat. Agora, a empresa poderá transmitir conteúdo por até 50 canais de satélite simultaneamente. A parceria vai permitir que a empresa diminua a complexidade da operação, segundo Possani. “O polo que distribuía tinha que ter um sistema que olhava para dois satélites, agora é um só”, disse.

A capacidade será de até 1.200 horas de conteúdo educativo por dia. A Anhanguera poderá também transmitir conteúdo para outros países da América do Sul e Estados Unidos, caso ela venha a desenvolver um projeto de internacionalização no futuro. A parceria com a Intelsat já funciona desde agosto. A Harris está entregando os equipamentos.

O contrato com a Harris permitirá a criação de uma espécie de biblioteca para os vídeos produzidos pela empresa, um centro de mídia digital. O acervo poderá ser acessado local e remotamente. As aulas poderão ser exibidas ao vivo ou editadas, em alta definição.

Outra iniciativa da Instituição na área de tecnologia foi a integração da ferramenta Google Apps for Business ao seu modelo acadêmico, no início deste ano. A plataforma permite a troca de informação entre alunos e professores. 

Acompanhe tudo sobre:Anhanguera EducacionalEmpresasSetor de educação

Mais de Negócios

De pequena lanchonete à franquia bilionária: o que o sucesso do McDonald’s ensina aos empreendedores

Desenrola Pequenos Negócios renegocia R$ 1,25 bilhão até 12 de junho

Executivos veem a inteligência artificial como um “divisor de águas”

Para onde vai o lixo que foi multiplicado pelas enchentes no Rio Grande do Sul?

Mais na Exame