American Airlines tem prejuízo menor com retomada de demanda

A empresa reduziu a taxa de queima de caixa para cerca de 27 milhões de dólares por dia no primeiro trimestre, em comparação com 30 milhões no trimestre anterior

A American Airlines teve prejuízo menor no primeiro trimestre, apoiada em aumento de taxas de vacinação que estão levando mais pessoas a optarem por viagens aéreas.

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME

A empresa reduziu a taxa de queima de caixa para cerca de 27 milhões de dólares por dia no primeiro trimestre, em comparação com 30 milhões no trimestre anterior.

"Olhando para o futuro, com o impulso em andamento desde o primeiro trimestre, vemos sinais de contínua recuperação da demanda", disse o presidente-executivo, Dough Parker, em comunicado.

A empresa teve prejuízo líquido de 1,25 bilhão de dólares, ou 1,97 dólar por ação, no trimestre encerrado em 31 de março - em comparação com um prejuízo de 2,24 bilhões, ou 5,26 dólares por papel, no ano anterior.

Em uma base ajustada, a empresa teve prejuízo de 4,32 dólares por ação. A receita operacional total caiu 52,9% sobre um ano antes, para 4,01 bilhões de dólares. A American Airlines encerrou o trimestre com cerca de 17,3 bilhões de dólares em liquidez disponível.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também