Negócios

Amazon vale US$ 415 bi após a pandemia; veja as 10 marcas mais valiosas

Estudo anual da Kantar mostra que o investimento em tecnologias disruptivas impulsiona empresas tradicionais, como a Mastercard; Microsoft subiu no ranking

Amazon continua no topo do ranking da consultoria global Kantar (NurPhoto / Colaborador/Getty Images)

Amazon continua no topo do ranking da consultoria global Kantar (NurPhoto / Colaborador/Getty Images)

JE

Juliana Estigarribia

Publicado em 30 de junho de 2020 às 09h56.

A pandemia impulsionou empresas que apostam na digitalização como parte essencial de seus serviços. É o que mostra o levantamento anual da consultoria Kantar, intitulado Brandz Top 100, que divulga as companhias mais valiosas do mundo. A Amazon ganhou mais de 130 bilhões de dólares em valor de mercado após o coronavírus, figurando no topo do ranking.

Empresas que buscam tecnologias disruptivas para melhorar a experiência digital dos consumidores também subiram no ranking. É o caso da Mastercard, que segundo a Kantar se mostrou "resiliente" e neste ano figura como a 10ª companhia mais valiosa do mundo. A Visa (5º) reforça esta tendência.

Mudança na cultura corporativa, sistemas abertos e crescimento dos negócios na nuvem ajudaram a Microsoft a ultrapassar a Google no ranking, que perdeu receita com anúncios durante a pandemia.

Cinco empresas entraram para o ranking das 100 mais valiosas, entre elas a chinesa Tik Tok, aplicativo de vídeos curtos.

Outros destaques do estudo mostram como a reinvenção das empresas e o investimento em tecnologias se tornaram ainda mais valiosos após a pandemia. A rede de pizzarias Domino's liderou a categoria de aumento de valor de mercado, com 12% de ganhos. A estratégia envolve entregas mais rápidas com pizzas ainda quentes.

Por outro lado, o estudo mostra que, embora as empresas de tecnologia tenham muita força, problemas envolvendo o uso de dados de usuários levaram à perda de valor pelo Facebook.

 

Confira as 10 marcas mais valiosas do mundo, segundo a Kantar:

 

1º - Amazon 

Valor de mercado: 415 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: +32%

 

2º - Apple

Valor de mercado: 352,2 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: +14%

 

3º - Microsoft

Valor de mercado: 326,5 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: +30%

 

4º - Google

Valor de mercado: 323,6 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: +5%

 

5º - Visa

Valor de mercado: 186,8 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: +5%

 

6º Alibaba

Valor de mercado: 152,5 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: +16%

 

7º - Tencent

Valor de mercado: 150,9 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: +15%

 

8º - Facebook

Valor de mercado: 147,1 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: -7%

 

9º - McDonald's

Valor de mercado: 129,3 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: -1%

 

10º - Mastercard

Valor de mercado: 108,1 bilhões de dólares

Variação sobre 2019: +18%

Acompanhe tudo sobre:AmazonApple

Mais de Negócios

JBS anuncia doação de 1 milhão de quilos de proteína aos desabrigados no Rio Grande do Sul

Na Prosegur, os candidatos são avaliados pela simpática Rose, a chatbot do grupo

Com tecnologia para tirar o Excel da vida de CFOs, Accountfy capta US$ 6,5 mi com HDI e Red Ventures

Eles passaram a vender lanche na garagem durante a pandemia. Agora fazem R$ 6 milhões com hambúrguer

Mais na Exame