Negócios

Accor e Maksoud Plaza anunciam parceria

Hotel paulistano passa a ter suas reservas comercializadas nos canais de distribuição da rede francesa


	Maksoud Plaza: hotel paulistano passa a ter suas reservas comercializadas nos canais de distribuição da rede francesa
 (Bia Parreiras/Viagem e Turismo/Reprodução)

Maksoud Plaza: hotel paulistano passa a ter suas reservas comercializadas nos canais de distribuição da rede francesa (Bia Parreiras/Viagem e Turismo/Reprodução)

Karin Salomão

Karin Salomão

Publicado em 25 de fevereiro de 2015 às 12h04.

São Paulo - A Accor, maior operadora hoteleira do mundo, passará a oferecer reservas do hotel paulistano Maksoud Plaza em seus sites e pontos de venda.

A parceria passa a valer a partir de fevereiro para todos os canais de reservas da rede francesa, como o site accorhotels.com.

É a primeira vez que o grupo francês vai inserir um hotel que não pertence ao seu portfólio de marcas em seus canais de distribuição.

O Maksoud Plaza continuará operando paralelamente suas vendas de hospedagem. A parceria permitirá que o Maksoud tenha mais visibilidade no mercado corporativo internacional, um dos seus focos.

Para o diretor geral de pperações de marcas luxo da Accor na América do Sul, Patrick Mendes, “o Maksoud Plaza é um hotel icônico, com importante histórico para a cidade”.

Em nota a imprensa, ele afirmou que “serão mais 416 quartos para somar às opções que já oferecemos aos nossos clientes”.

Segundo o empresário Henry Maksoud Neto, presidente do hotel, “na prática, significa que usuários poderão ter acesso a reservas no Maksoud Plaza em mais um canal de comercialização”. 

Atualmente, a Accor opera em 92 países em todos os segmentos de mercado, do luxo ao econômico.

Acompanhe tudo sobre:AccorEmpresasEmpresas francesasHotéisHotelariaParcerias empresariaisRestaurantes

Mais de Negócios

Executivos veem a inteligência artificial como um “divisor de águas”

Para onde vai o lixo que foi multiplicado pelas enchentes no Rio Grande do Sul?

As ambições da startup com R$ 250 mi em contratos e o sonho de aposentar carregadores de celulares

Com doações da Gerdau e da Vale, novo fundo mira R$ 100 milhões para ajudar a reconstruir o RS

Mais na Exame