Negócios

Veja quais foram os 10 SUVs mais vendidos do Brasil em agosto

Com liderança do Jeep Renegade, segmento teve recuperação do Chevrolet Tracker e destaque para Caoa Chery Tiggo 5X

Agosto: Jeep Renegade conquistou a liderança com vantagem de apenas 12 unidades (Jeep/Divulgação)

Agosto: Jeep Renegade conquistou a liderança com vantagem de apenas 12 unidades (Jeep/Divulgação)

GA

Gabriel Aguiar

Publicado em 8 de setembro de 2021 às 18h55.

Última atualização em 8 de setembro de 2021 às 19h19.

Já não é surpresa que os SUVs são os modelos favoritos dos brasileiros e conquistaram a liderança do mercado no primeiro quadrimestre deste ano. E, no topo da categoria (pelo quinto mês consecutivo) está o Jeep Renegade. Detalhe: foram somente 12 unidades de vantagem em relação ao Volkswagen T-Cross, vice-líder, que teve o melhor desempenho nas vendas desde o começo deste ano.

Entre os destaques da categoria nos emplacamentos de agosto, o Honda HR-V cresceu 40%, com 3.878 unidades vendidas; o Caoa Chery Tiggo 5X — maior sucesso comercial do fabricante — também bateu o recorde nas lojas, com 1.495 carros emplacados, e lugar garantido no Top 10. E, por fim, o último mês marcou a recuperação do Chevrolet Tracker após somente 244 emplacamentos.

Veja os SUVs mais vendidos do Brasil no mês de agosto

  • 1º – Jeep Renegade: 6.710 unidades;
  • 2ºVW T-Cross: 6.698 unidades;
  • 3ºHyundai Creta: 4.822 unidades;
  • 4ºHonda HR-V: 3.878 unidades;
  • 5ºVolkswagen Nivus: 3.626 unidades;
  • 6ºNissan Kicks: 2.955 unidades;
  • 7ºCitroën C4 Cactus: 1.690 unidades;
  • 8ºCaoa Chery Tiggo 5X: 1.495 unidades;
  • 9ºChevrolet Tracker: 1.293 unidades;
  • 10ºHonda HR-V: 1.131 unidades.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

Acompanhe tudo sobre:CarrosCarros 0KCarros mais vendidosChery TiggoChevroletHondaJeepMontadorasSUVVolkswagen

Mais de Negócios

O Brasil pode exportar peças para veículos? Essa é a aposta da Bosch após vender R$ 9,8 bilhões aqui

Startup do Amapá capta R$ 3 milhões e já tem R$ 30 milhões para emprestar na Amazônia

Você já ouviu falar na sigla DYOR? Veja por que ela é importante no universo das finanças

Com investimento de R$ 70 milhões, plataforma de renegociação de dívidas entra em operação

Mais na Exame