União Europeia alerta sobre risco de corte absoluto do gás da Rússia

A UE já impôs sanções à Rússia, inclusive à parte de sua oferta de energia, e está se esforçando para reduzir a dependência em relação a Moscou
Gás: ministros de Energia da UE farão uma reunião extraordinária para discutir a questão (picture alliance / Colaborador/Getty Images)
Gás: ministros de Energia da UE farão uma reunião extraordinária para discutir a questão (picture alliance / Colaborador/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 06/07/2022 às 10:48.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse nesta quarta-feira, 6, que a União Europeia (UE) precisa elaborar uma estratégia emergencial para se preparar para um eventual corte absoluto do gás natural da Rússia em meio à guerra na Ucrânia.

"É óbvio: (o presidente russo, Vladimir) Putin continua usando energia como uma arma. É por isso que a comissão está trabalhando num plano emergencial europeu", disse Von der Leyen, em discurso a parlamentares em Estrasburgo, na França.

A UE já impôs sanções à Rússia, inclusive à parte de sua oferta de energia, e está se esforçando para reduzir a dependência em relação a Moscou. Von der Leyen alertou, porém, que o bloco precisa estar pronto para interrupções no suprimento russo e afirmou que os planos iniciais da UE serão apresentados até meados deste mês. "Se a situação piorar ainda mais, precisamos estar preparados", disse.

No próximo dia 26, ministros de Energia da UE farão uma reunião extraordinária para discutir a questão, após a divulgação do plano da UE, segundo tuíte da presidência da República Checa, que está ocupando a presidência rotativa do bloco. Com informações da Associated Press.