Mundo

Peru registra 8 terremotos em menos de 24 horas, sem relatos de danos

O último tremor foi registrado às 2h38 desta terça-feira, com magnitude de 4,3 graus

A plume of smoke and ash rises from the crater of the Ubinas volcano, located in the Moquegua region of southern Peru, on July 5, 2023. Peru's Ubinas volcano, active again after four dormant years, blew its top twice on July 4, showering nearby towns with ash, the country's IGP geophysical institute said. (Photo by Diego RAMOS / AFP) (Photo by DIEGO RAMOS/AFP via Getty Images) (Diego RAMOS / AFP/Getty Images)

A plume of smoke and ash rises from the crater of the Ubinas volcano, located in the Moquegua region of southern Peru, on July 5, 2023. Peru's Ubinas volcano, active again after four dormant years, blew its top twice on July 4, showering nearby towns with ash, the country's IGP geophysical institute said. (Photo by Diego RAMOS / AFP) (Photo by DIEGO RAMOS/AFP via Getty Images) (Diego RAMOS / AFP/Getty Images)

EFE
EFE

Agência de Notícias

Publicado em 9 de julho de 2024 às 16h25.

A zona costeira da região de Arequipa, no sul do Peru, sofreu oito terremotos de magnitude regular em menos de 24 horas, registrados desde a manhã de ontem até as primeiras horas desta terça-feira, sem causar danos, segundo informaram fontes oficiais.

O Instituto Geofísico do Peru (IGP) estabeleceu o epicentro de todos os terremotos no Oceano Pacífico, na costa do distrito de Lomas, em Arequipa, na província de Caravelí, cerca de 540 quilômetros ao sul de Lima.

O último tremor foi registrado às 2h38 (horário local, 4h38 em Brasília) desta terça-feira, com magnitude de 4,3 graus e epicentro 62 quilômetros ao sul de Lomas.

O IGP informou na rede social X (ex-Twitter) que esse terremoto teve origem a uma profundidade de 23 quilômetros e atingiu uma intensidade de II a III nesse distrito costeiro.

A agência acrescentou que às 21h06 de segunda-feira (21h06) houve outro terremoto de magnitude 4,2. Já às 19h10 de segunda-feira (21h10) foi registrado um movimento de magnitude 4,5 e às 18h15 (20h15 de terça-feira) outro terremoto de magnitude 4.

Na tarde de segunda-feira, às 14h33 (16h33), foi registrado um terremoto de magnitude 5,5 nessa região costeira do país, que foi precedido por três outros terremotos de magnitudes 4,1, 4,6 e 5,2.

O Centro Nacional de Operações de Emergência (COEN) e o Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci) informaram sobre esses terremotos, embora não tenham sido registrados danos pessoais ou materiais.

Além disso, a Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Peru indicou que não foi gerado nenhum alerta de tsunami na costa peruana.

A zona costeira de Arequipa foi atingida por um terremoto de magnitude 7 em 28 de junho, que não causou mortes, mas deixou pelo menos dez pessoas feridas e dezenas de casas afetadas, além de danos a instalações de saúde e educação, estradas e oleodutos.

O Peru está localizado em uma região conhecida como Anel de Fogo do Pacífico, onde ocorre mais de 80% da atividade sísmica do mundo.

O último terremoto devastador no país ocorreu ao largo da cidade costeira de Pisco em agosto de 2007, quando um tremor de magnitude 7,9 atingiu a cidade e toda a região sul de Ica, matando mais de 500 pessoas e causando milhões em perdas de infraestrutura e moradia.

Acompanhe tudo sobre:Terremotos

Mais de Mundo

Lula e Luis Arce fecham acordos de cooperação em segurança, comércio e energia

Brasil condena ataque contra hospital pediátrico na Ucrânia

A menos de um mês das eleições, segurança pública é um dos grandes problemas da Venezuela

Furacão Beryl deixa 18 mortos após passar pelos EUA

Mais na Exame