Acompanhe:

"Messi das finanças" e ex-ministro de Macri: quem é Luis Caputo, ministro da Economia de Milei

Ele foi ministro das Finanças e presidente do Banco Central argentino durante o governo Maurício Macri e já comandou o banco alemão Deutsche Bank na Argentina e a gestora de fundos Axis

Modo escuro

Continua após a publicidade
Luis Caputo: futuro ministro da economia de Milei (Erica Canepa/Divulgação)

Luis Caputo: futuro ministro da economia de Milei (Erica Canepa/Divulgação)

O economista Luis Caputo foi confirmado nesta quarta-feira, 29, como o futuro ministro do governo de Javier Milei, que assume o cargo em 10 de dezembro. O novo titular da pasta terá a dura tarefa de enfrentar a severa crise do país, com inflação de três dígitos e 40% da população na pobreza.

Caputo foi ministro das Finanças e presidente do Banco Central argentino durante o governo Maurício Macri. Apelidado de "Messi das Finanças" por setores da economia argentina, Caputo é um nome com bom trânsito no mercado financeiro, apesar de ter deixado o governo em baixa. O agora anunciado ministro da Economia superou o economista Federico Sturzenegger, ex-presidente do BC entre 2015 e 2018, que era apontado como um dos favoritos ao posto. 

O futuro titular da economia viajou com Milei para os Estados Unidos, onde se reuniu com autoridades do governo americano e deve se encontrar com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para discutir a dívida do país. 

Luiz Caputo, de 58 anos, é formado em economia pela Universidade de Buenos Aires. Ele é professor de economia e finanças na pós-graduação da Universidade Católica da Argentina.  Durante a infância, foi colega de escola de Mauricio Macri. Ele é primo de Nicolás Caputo, empresário do setor de construção e nome muito próximo de Macri.

Caputo já comandou o banco alemão Deutsche Bank na Argentina e a gestora de fundos Axis. Trabalhou ainda como chefe de trading no banco de investimentos JP Morgan entre 1994 e 1998. Casado e com seis filhos, ele é considerado por alguns economistas argentinos como o "Messi das finanças".

Passado no governo Macri

Durante o governo Macri, Caputo foi secretário de Finanças no primeiro ano. Depois da saída de Alfonso Prat-Gay do ministério da Fazenda e do desmembramento da pasta em dois, o economista assumiu como ministro das Finanças. Na época, ele tinha a difícil missão de estancar a forte desvalorização da moeda argentina, quando o dólar desvalorizava mais de 7%. 

Sua principal marca durante à frente do ministério foi a resolver a situação das Lebacs, que são dívidas de curtíssimo prazo emitidas pelo BC para absorver pesos do mercado e ajudar a segurar a inflação do país. As letras também serviam como meio de financiamento do governo argentino. Hoje, o país enfrenta um parecido, mas com uma crise mais severa.

Ele participou ainda da negociação de um acordo de US$ 16 bilhões com os "holdouts", detentores de títulos da dívida argentina que não aceitaram os termos da reestruturação da dívida do país de 2002 e exigiam o pagamento integral da dívida.

O economista ainda foi responsável por coordenar a emissão de um título do Tesouro argentino com vencimento em 2117 e ficou conhecido como o “homem do título de 100 anos”. Em 2020, o governo de Alberto Fernandez trocou o título após entrar em default.

Caputo também é apontado por veículos argentinos como alguém que não antecipou o aumento da taxa de juros dos Estados Unidos em 2018, o que resultou na negociação de um empréstimo de US$ 50 bilhões com o FMI. Desde então, a crise no país piorou e Macri não conseguiu se reeleger.

Em 2018, deixou o ministério para assumir o Banco Central do país. Porém, ficou no cargo por apenas três meses. Ele alegou problemas pessoais para se afastar da função. O Banco Central argentino tinha como desafio conter a desvalorização acentuada do peso.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Argentina supera Brasil e lidera adoção de criptomoedas na América Latina
Future of Money

Argentina supera Brasil e lidera adoção de criptomoedas na América Latina

Há 22 horas

Governo Milei proíbe uso de linguagem inclusiva na administração pública
Mundo

Governo Milei proíbe uso de linguagem inclusiva na administração pública

Há um dia

Com greve, companhias aéreas cancelam voos entre Brasil e Argentina nesta quarta
Mundo

Com greve, companhias aéreas cancelam voos entre Brasil e Argentina nesta quarta

Há um dia

Argentina autoriza entrada da Starlink, a internet via satélite de Elon Musk
Tecnologia

Argentina autoriza entrada da Starlink, a internet via satélite de Elon Musk

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais