Acompanhe:

O Ministério da Justiça de Israel divulgou, nesta quarta-feira, uma lista com 300 nomes de prisioneiros palestinos detidos no país, considerados aptos a serem trocados com o Hamas pelos prisioneiros sequestrados no ataque terrorista de 7 de outubro. A troca de prisioneiros é o aspecto central do acordo de cessar-fogo temporário aceito pelas duas partes do conflito em Gaza, que pode durar até 10 dias, segundo o governo israelense.

Os termos do acordo entre Israel e Hamas determina que 50 reféns capturados pelos terroristas serão liberados em troca de 150 palestinos detidos em prisões israelenses. A troca garante, por si só, uma trégua de quatro dias no conflito, contudo, o acordado pelas duas partes é que um dia a mais de cessar-fogo será concedido a cada 10 reféns extras liberados pelo grupo palestino.

A lista de prisioneiros apresentada a público por Israel inclui nomes, principalmente, de menores de 18 anos presos por uma série variada de crimes. O governo se negou a incluir no acordo a devolução de pessoas condenadas por homicídio, mas, segundo a imprensa israelense, constam na lista pessoas que respondem por tentativa de homicídio.

A partir da divulgação do nome dos prisioneiros palestinos que poderão ser incluídos na troca com o Hamas, a população civil israelense terá um prazo de 24 horas para contestar os nomes na lista, apresentando suas argumentações para que determinado preso seja ou não liberado.

Segundo informações do jornal israelense Haaretz, o governo israelense decidiu, nesta quarta, que o premier Benjamin Netanyahu e outros dois componentes do gabinete de crise montado após o início do conflito, Yoav Gallant e Benny Gantz, serão os responsáveis por determinar quais prisioneiros serão liberados em cada fase.

Os três também serão responsáveis por decidir por quanto tempo o cessar-fogo continuará, desde que não se prolongue por mais de 10 dias.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Putin aproveita rival exaurido para colocar Ucrânia contra as cordas
Mundo

Putin aproveita rival exaurido para colocar Ucrânia contra as cordas

Há 3 horas

Israel apresenta primeiro plano oficial para Faixa de Gaza depois da guerra
Mundo

Israel apresenta primeiro plano oficial para Faixa de Gaza depois da guerra

Há 4 horas

Biden anuncia mais de 500 novas sanções à Rússia após morte de Navalny
Mundo

Biden anuncia mais de 500 novas sanções à Rússia após morte de Navalny

Há 4 horas

Cachorro de Biden mordeu agentes do serviço secreto 24 vezes
Mundo

Cachorro de Biden mordeu agentes do serviço secreto 24 vezes

Há 5 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais