Governo cerca reduto rebelde em região petrolífera do Iêmen

As tropas pró-governo, que contam com apoio da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, estão posicionadas a apenas oito quilômetros de Saruah

Sana - As forças do presidente do Iêmen, Abdo Rabbo Mansour Hadi, se posicionaram nesta terça-feira na entrada da cidade de Saruah, o último bastião dos rebeldes houthis na província petrolífera de Marib, após combates que deixaram mais de 70 mortos.

Um responsável militar disse para a Agência Efe que os enfrentamentos se estenderam até o fim da noite de ontem e causaram a morte de 40 soldados e 31 rebeldes. Além disso, 40 insurgentes foram capturados.

As tropas pró-governo, que contam com apoio da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, estão posicionadas a apenas oito quilômetros de Saruah.

Os combatentes alcançaram esta posição após tomarem o controle do estratégico monte de Al Zur, que é considerado o acesso a Saruah, e o quartel de Kofel.

Os houthis foram obrigados a recuar para Saruah, mas antes deixaram centenas de minas sob a areia em Al Zur e no quartel.

O avanço das forças leais ao presidente acontece após vários dias de combates entre os dois grupos em Marib, que os observadores iemenitas qualificaram como os mais intensos desde o início do conflito em março.

Durante esses enfrentamentos, as tropas governamentais recuperaram o controle da região de Al Fau, as montanhas que cercam a histórica barragem de Marib, a cidade antiga de Marib e a cidade de Al Ashraf.

Milhares de soldados iemenitas, que receberam treinamento militar na Arábia Saudita, e centenas de milicianos tribais participam desta importante ofensiva.

A queda de Marib abrirá o caminho para cercar e recuperar a capital Sana, de onde Hadi e seu governo tiveram que fugir em fevereiro passado.

A coalizão árabe atua no Iêmen contra os houthis desde março, quando os insurgentes conseguiram expulsar Hadi também da cidade de Áden, no sul do país.

No entanto, o presidente voltou a Áden no último dia 22, depois que suas tropas conseguiram retomar a cidade portuária.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.