França rejeita pedido de asilo político de Snowden

Ministro do Interior francês afirmou que pedido de asilo do ex-técnico da CIA foi rejeitado por não ser "muito propício"

Paris - O ministro do Interior da França, Manuel Valls, declarou nesta quinta-feira que o governo de seu país rejeita a possibilidade de conceder asilo político ao ex-técnico da CIA Edward Snowden.

"Levando em conta a análise jurídica e a situação do interessado, essa medida não será tramitada", indicou o ministro francês em um breve comunicado, no qual ressaltou que o ex-técnico da CIA também efetuou pedidos similares para "muitos outros países"

Pouco tempo antes, Valls chegou a assinalar que a França ainda não tinha recebido nenhuma solicitação do ex-técnico americano, embora tivesse se mostrado reticente a conceder asilo caso Snowden efetuasse o pedido.

Os EUA "é um país amigo" e "democrático" que tem "uma justiça independente" e com o qual a França tem convenções de cooperação judicial, assinalou Valls em uma entrevista à imprensa local.

Na entrevista, o ministro francês insistiu que o caso deste especialista informático, que revelou um vasto dispositivo de espionagem por parte das autoridades americanas a muitos países aliados, "é um dossiê extremamente complicados por razões jurídicas", o qual poderia trazer "muitos problemas" caso fosse atendido.

Neste aspecto, antes de lembrar que Snowden era um agente dos serviços secretos americanos e que não conhecem "os documentos e nem a realidade de todas essas revelações", o ministro de Interior da França alegou que "não é muito propício" atender esse pedido de asilo.

Por outro lado, Valls também considerou "particularmente grave" a espionagem de "países amigos e países aliados". Segundo o titular de Interior da França, o presidente François Hollande pediu explicações a Washington "o mais rápido possível".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.