Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Um luxuoso navio de cruzeiro da Noruega com 206 passageiros e tripulantes ficou encalhado durante quase quatro dias no noroeste da Groenlândia, durante uma expedição que passava pelo maior parque nacional do mundo. A embarcação foi rebocada nesta quinta-feira, 14, por um navio de pesquisa pesqueira na maré alta, após diferentes tentativas mal sucedidas ao longo da semana.

O Ocean Explorer, de 104,4 metros de comprimento e 18 metros de largura, encalhou na segunda-feira, 11, em Alpefjord, no Parque Nacional do Nordeste da Groenlândia. É o maior parque nacional do mundo e é conhecido pelos icebergs e pelos bois-almiscarados que vagam pela costa. O parque é quase tão extenso quanto a França e a Espanha juntas, e aproximadamente 80% está coberto por uma camada de gelo.

Fique por dentro das últimas notícias no Telegram da Exame. Inscreva-se gratuitamente

Antes da libertação, três tentativas fracassadas foram feitas ao longo da semana. No início da semana, o navio de cruzeiro fez duas tentativas de flutuar sozinho durante a maré alta. Já na manhã de quarta-feira, 14, um navio de pesquisa pesqueira do Instituto Natural da Groenlândia, Tarajoq, tentou puxar o cruzeiro durante a maré alta, mas novamente sem sucesso.

Ele foi finalmente liberado nesta quinta-feira por um navio de pesquisa pesqueira na maré alta, disse a empresa proprietário do navio de cruzeiro, SunStone Ships, com sede em Copenhague, e o Comando Conjunto do Ártico, que coordenou a operação.

“Não houve feridos a ninguém a bordo, nenhuma poluição do meio ambiente e nenhuma ruptura do casco”, disse SunStone Ships, em comunicado. Ele disse que o navio de cruzeiro e seus passageiros viajarão agora para um porto onde os danos ao fundo do navio poderão ser avaliados, e os passageiros serão levados para um local de onde poderão ir para casa.

O navio de cruzeiro é operado pela Aurora Expeditions, com sede na Austrália, e tem passageiros da Austrália, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Reino Unido e Estados Unidos. Possui proa invertida, em formato de submarino. Possui 77 cabines, 151 leitos de passageiros e 99 leitos de tripulação, além de diversos restaurantes.

Pelo menos três pessoas contraíram covid-19 dentro do navio, segundo a operadora do cruzeiro. “Esses passageiros estão atualmente em isolamento. Eles estão supervisionados pelo nosso médico a bordo, pela equipe médica e pela tripulação, e eles estão bem”, a Aurora Expeditions disse em comunicado. Os demais no MV Ocean Explorer estavam “seguros e saudáveis”, acrescentou.

O jornal australiano The Sydney Morning Herald citou um aposentado australiano que está no navio e contraiu covid, Steven Fraser, dizendo: “Todos estão de bom humor. É um pouco frustrante, mas estamos em uma parte linda do mundo.” Ao jornal, ele descreveu que a bordo estavam “vários idosos ricos”.

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
Cuba prevê nova crise de combustível na primeira metade de outubro
Mundo

Cuba prevê nova crise de combustível na primeira metade de outubro

Há 9 horas
País que mais cresce no mundo deve avançar 38% e acende debate sobre petróleo na foz do Amazonas
Mundo

País que mais cresce no mundo deve avançar 38% e acende debate sobre petróleo na foz do Amazonas

Há 9 horas
Rússia aumenta gastos militares para enfrentar 'guerra híbrida' na Ucrânia
Mundo

Rússia aumenta gastos militares para enfrentar 'guerra híbrida' na Ucrânia

Há 9 horas
Ucrânia: Banco Europeu para Reconstrução vai financiar remoção de minas em terras agrícolas
Mundo

Ucrânia: Banco Europeu para Reconstrução vai financiar remoção de minas em terras agrícolas

Há 12 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais