Mundo

Como funciona a eleição na Argentina? Veja datas e quem são os candidatos

Após primárias realizadas em agosto, cinco candidatos seguem na disputa

Argentina: veja como funciona o pleito  (LUIS ROBAYO/AFP)

Argentina: veja como funciona o pleito (LUIS ROBAYO/AFP)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 18 de outubro de 2023 às 16h30.

Última atualização em 21 de outubro de 2023 às 10h47.

No próximo domingo, 22, os argentinos vão às urnas para o primeiro turno das eleições que vão definir o próximo presidente do país. Após primárias realizadas em agosto, cinco candidatos seguem na disputa.

O representante peronista e atual ministro da Fazenda, Sergio Massa; o ultradireitista Javier Milei, a ex-ministra de Segurança, Patricia Bullrich, o governador de Córdoba, Juan Schiaretti e Myriam Bregman, candidata da extrema-esquerda, disputam a preferência do eleitorado.

Entre os principais desafios do próximo presidente argentino estão a inflação de quase 140%, uma crise cambial e as contas públicas esgotadas. O país tem ainda 40% da população na pobreza. Na última semana, o instituto de estatística da Argentina registrou a inflação mais alta para um mês desde fevereiro de 1991, e sendo o segundo mês seguido de inflação de dois dígitos. Além disso, o valor do dólar disparou e pela primeira vez ultrapassou a barreira dos 1.000 pesos argentinos. 

Como funcionam as eleições na Argentina?

A eleição na Argentina começa ainda no Paso, as Primárias Abertas, Simultâneas e Obrigatórias. Os eleitores de 17 a 70 anos são obrigados a escolher entre os candidatos de cada coligação. Quem não atingir 1,5% dos votos fica fora da disputa. O modelo foi pensado para reduzir o número de candidatos no primeiro turno, e serve também como termômetro real de como andam as intenções de voto dos argentinos. A etapa acontece no país desde 2009.

Como e quando é o primeiro turno na Argentina?

O primeiro turno acontece neste domingo, 22 de outubro. A Argentina tem um sistema de votação parecido com o do Brasil: há eleição presidencial em dois turnos. Caso nenhum candidato supere 45% dos votos, ou 40% com mais de 10% à frente do segundo colocado, os dois mais votados disputam a etapa final, em 19 de novembro. O próximo presidente tomará posse em 10 de dezembro, para um mandato de quatro anos, até dezembro de 2027.

Como e quando é o segundo turno na Argentina?

No segundo turno, marcado para o dia 19 de novembro, o candidato mais votado é eleito presidente do país.

Quem são os candidatos à presidência da Argentina?

  • Sergio Massa, peronista e atual ministro da Fazenda;
  • Javier Milei, ultradireitista;
  • Patricia Bullrich, ex-ministra de Segurança;
  • Juan Schiaretti, governador de Córdoba;
  • Myriam Bregman, candidata da extrema-esquerda.
Acompanhe tudo sobre:Argentina

Mais de Mundo

Em Cannes, cineastas argentinos levantam a voz contra os cortes de Milei

Entenda a importância do reconhecimento de um Estado Palestino por Espanha, Irlanda e Noruega

Quais são as rotas aéreas com mais turbulência do mundo? Veja ranking

Mais na Exame