Caixa-preta revela que turbinas de avião de Taiwan falharam

As turbinas não conseguiram gerar força suficiente para as hélices durante dois minutos após a decolagem

Taipei - As turbinas do avião da TransAsia que caiu em um rio de Taipé matando 35 pessoas não conseguiram gerar força suficiente para as hélices durante dois minutos após a decolagem, disseram autoridades nesta quinta-feira, revelando tentativas do piloto de desligar e reiniciar uma turbina.

O voo GE235 levava 58 passageiros e tripulantes quando o avião adernou entre prédios, bateu com uma das asas em um viaduto e então caiu de cabeça para baixo em um rio de águas rasas, na quarta-feira. Quinze pessoas sobreviveram.

Os dados das caixas-pretas de dados e voz do avião bimotor mostraram que problemas com o motor direito foram seguidos por problemas no esquerdo, e que o avião emitiu cinco alertas antes de cair no centro de Taipé, disseram a jornalistas funcionários do Conselho de Segurança na Aviação.

O motor da direita primeiro entrou em um estado chamado de "auto-feather", no qual reduz sua potência para a hélice, de acordo com o diretor-gerente do conselho, Thomas Wang.

A tripulação então reduziu a aceleração no motor esquerdo e tentou reiniciá-lo, mas não conseguiu a força necessária. Ele não deu um motivo para a falha.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.