Mundo

Biden crítica Fox por cancelar entrevista presidencial do Super Bowl

O grupo Fox, controlado pelo magnata australiano-americano Rupert Murdoch, reúne vários canais, inclusive o Fox Soul, destinado à audiência afro-americana

O mais conhecido é o Fox News, um canal de notícias visto fundamentalmente por republicanos e que tem como colaboradores comentaristas e legisladores de extrema direita (AFP/AFP Photo)

O mais conhecido é o Fox News, um canal de notícias visto fundamentalmente por republicanos e que tem como colaboradores comentaristas e legisladores de extrema direita (AFP/AFP Photo)

A

AFP

Publicado em 10 de fevereiro de 2023 às 20h19.

Última atualização em 11 de fevereiro de 2023 às 07h54.

A Casa Branca reprovou, nesta sexta-feira (10), o grupo de televisão Fox, braço do império midiático conservador de Rupert Murdoch, por ter cancelado a tradicional entrevista ao presidente Joe Biden por ocasião do Super Bowl, a grande final do campeonato nacional de futebol americano.

"O presidente estava animado de dar uma entrevista à Fox Soul para falar sobre o Super Bowl, seu 'Discurso sobre o Estado da União' e temas importantes sobre a vida cotidiana dos afro-americanos. Soubemos que a Fox Corporation [a companhia matriz] pediu que a entrevista fosse cancelada", declarou no Twitter a porta-voz do presidente americano, Karine Jean-Pierre.

O grupo Fox, controlado pelo magnata australiano-americano Rupert Murdoch, reúne vários canais, inclusive o Fox Soul, destinado à audiência afro-americana.

O mais conhecido é o Fox News, um canal de notícias visto fundamentalmente por republicanos e que tem como colaboradores comentaristas e legisladores de extrema direita.

Tradicionalmente, a final da liga nacional de futebol americano (NFL, na sigla em inglês), o evento esportivo anual de maior audiência televisiva nos Estados Unidos, é precedida de uma entrevista com o presidente da república da vez.

Este ano, a Fox transmitirá o duelo de domingo entre Kansas City Chiefs e Philadelphia Eagles. No ano passado, a decisão atraiu mais de 99 milhões de espectadores.

A entrevista é uma oportunidade para que o inquilino da Casa Branca apareça com uma luz um pouco mais relaxada, para falar de esporte, mas também para transmitir algumas mensagens políticas.

As especulações afloraram nos últimos dias sobre a realização da entrevista, devido a comentários extremamente virulentos transmitidos na Fox News contra Joe Biden e sua política.

Vira e mexe, o presidente democrata é desafiado pelo correspondente do canal na Casa Branca, Peter Doocy.

Meses atrás, acreditando que não estava sendo gravado, Biden tratou o apresentador de "idiota" em um comentário sobre uma de suas perguntas. Depois, ligou para ele para se desculpar.

Acompanhe tudo sobre:FoxJoe BidenSuper Bowl

Mais de Mundo

Com novo primeiro-ministro, Haiti se debate entre a esperança e a prudência

Trump é condenado por fraude em processo envolvendo suborno a ex-atriz pornô

Crescimento do PIB americano no 1º trimestre desacelera mais que o estimado, recuando a 1,3%

Nissan emite alerta para veículos equipados com airbags Takata nos Estados Unidos

Mais na Exame