Mundo

Na Bahia, acusações de corrupção marcam debate

Um dos candidatos citou desvios das secretarias do atual governo, comandado por Jaques Wagner (PT), candidato à reeleição

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h47.

Salvador - O debate entre os cinco principais candidatos ao governo da Bahia, realizado pela TV Bahia, retransmissora da Rede Globo no Estado, foi marcado por acusações de corrupção no governo e por críticas à gestão no Estado. As acusações partiram dos candidatos Marcos Mendes (Psol) e Luiz Bassuma (PV).

Mendes acusou secretarias do atual governo, comandado por Jaques Wagner (PT), candidato à reeleição, de desvios de verbas e de favorecimento de empresas patrocinadoras de sua campanha. Também deu a entender que o candidato do PMDB, o ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima, teve favorecimentos pessoais enquanto ocupou o ministério.

Bassuma voltou a afirmar - como havia dito nos outros debates - que um terço do orçamento da Secretaria da Saúde do Estado (R$ 3 bilhões por ano) é desviado. Como resultado, Wagner teve três direitos de resposta concedidos pelo apresentador.

Leia mais sobre política

Siga as últimas notícias de Eleições no Twitter

Acompanhe tudo sobre:BahiaEleiçõesEleições 2010PolíticaPolítica no Brasil

Mais de Mundo

'A defesa da democracia é mais importante do que qualquer título', diz Biden em discurso

Governo Lula se diz irritado com falas de Maduro, mas evita responder declarações

Netanyahu discursa no Congresso americano sob protestos de rua e boicote de dezenas de democratas

Em discurso a irmandade negra, Kamala pede ajuda para registrar eleitores e mobilizar base a votar

Mais na Exame