Mercado imobiliário

EUA têm escassez de 2,2 milhões de casas e agrava crise habitacional, diz pesquisa

Impostos, seguros e preços dificultam momento do mercado imobiliário

Casa típica norte-americana; sonho da casa própria cada vez mais distante para milhões de pessoas (Divulgação)

Casa típica norte-americana; sonho da casa própria cada vez mais distante para milhões de pessoas (Divulgação)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 14 de junho de 2024 às 08h28.

O sonho do norte-americano de ter a casa própria parece ficar cada vez mais distante para milhões de pessoas. Isso acontece devido a problemas persistentes de acesso a condições favoráveis para a compra do imóvel, além da necessidade de um fluxo intenso de construção de novas casas, de acordo com a Ned Davis Research.

“Anos de aumento dos preços das casas, crescimento modesto da renda e altas taxas de hipotecas tornaram as moradias inacessíveis para grande parte dos americanos”, disseram o estrategista da NDR Joseph Kalish e a economista Veneta Dimitrova ao Business Insider.

A taxa hipotecária fixa de 30 anos tem oscilado em torno de 7% no ano passado, subindo para 8% brevemente no final de 2024 antes de cair novamente. A empresa de pesquisa disse que a escassez de 2,2 milhões de casas está agravando os problemas de acesso ao mercado imobiliário dos EUA.

A falta de oferta foi motivada por um longo período de pouca construção na sequência da crise imobiliária de 2008 nos EUA.

"Desde 2015, temos alertado sobre uma escassez crónica de habitação, levando a um desequilíbrio entre oferta e procura. Após a crise, a construção de novas residências foi efetivamente interrompida e temos tentado recuperar o atraso desde então", disse a NDR.

Custos de seguros mais elevados, impostos mais altos, custos de capital também elevados, preços salgados de terrenos e regulamentações ambientais crescentes misturaram-se para criar um ambiente que limita a capacidade do país de construir casas suficientes.

Acompanhe tudo sobre:Estados Unidos (EUA)Bolha imobiliária

Mais de Mercado imobiliário

Leilão da Caixa tem imóveis com descontos de até 40%; veja como participar

Imóvel de herança: uma das herdeiras é contra a venda. Podemos vender e depositar para ela o valor?

‘Agora, o Morumbi será nobre’: conheça a incorporadora que quer trazer ao bairro uma função social

Veja os três bairros de São Paulo em que a cobrança de aluguel é mais distante do ideal

Mais na Exame