• AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Consumidores estão mais interessados em comprar do que alugar imóvel

Levantamento do Imovelweb mostra mudanças no comportamento das pessoas e no perfil de buscas por imóveis em São Paulo
Mudança de comportamento: em São Paulo, consumidores preferem compra à venda (Thinkstock/Tijana87)
Mudança de comportamento: em São Paulo, consumidores preferem compra à venda (Thinkstock/Tijana87)
Por Gabriella SandovalPublicado em 08/10/2020 21:43 | Última atualização em 15/03/2021 20:08Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Um levantamento feito pelo portal imobiliário Imovelweb identificou algumas mudanças recentes na prioridade de quem busca um novo lugar para morar. Em setembro do ano passado, a maioria das pessoas (47%) optava pelo aluguel, enquanto 53% preferiam a compra. Em setembro deste ano, o cenário mudou. Quem procura por um novo lar na cidade está muito mais interessado agora em comprar (63%) do que alugar (37%) um imóvel.

A alta nos preços de locação pode ter impactado na decisão. Isso porque o valor do aluguel residencial de contratos em andamento, com aniversário em outubro e correção pelo Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) — um dos mais usados para reajustes contratuais — poderá ser reajustado em 17,94%. Essa porcentagem é a soma dos últimos 12 meses, considerando a alta de 4,34% em setembro.

Outra mudança observada pelo Imovelweb foi a busca por locais maiores e com mais dormitórios. Em setembro do ano passado, a procura por imóveis residenciais de quatro ou mais quartos era baixíssima em São Paulo — representava apenas 4,5% do total. Hoje, esse indicador já corresponde a 9,3% das buscas. Já os locais com apenas um dormitório tiveram um declínio, passando de 23%, no ano passado, para 16,8%.

“Antes víamos os usuários interessados em imóveis com ótima localização, pensando muito mais na mobilidade, do que no empreendimento em si”, diz a gerente de marketing do Imovelweb, Angélica Quintela. Hoje, diz ela, os usuários estão procurando imóveis maiores e com mais cômodos. “Eles buscam mais qualidade na moradia, com ambientes adequados e espaço para escritório”.

Veja Também

Empreendimento em São Paulo tem jardim suspenso. Conheça
Mercado imobiliário
Há 2 dias • 2 min de leitura

Empreendimento em São Paulo tem jardim suspenso. Conheça

QuintoAndar lança plataforma para imobiliárias e entra no mercado B2B
Mercado imobiliário
Há 3 dias • 3 min de leitura

QuintoAndar lança plataforma para imobiliárias e entra no mercado B2B

Leilão de 50 imóveis permite lances a partir de R$ 28 mil
Mercado imobiliário
Há 3 dias • 1 min de leitura

Leilão de 50 imóveis permite lances a partir de R$ 28 mil