Marketing

Nivea promete branquear pele negra e é acusada de racismo

No filme, uma mulher negra passa uma loção que promete embranquecer a pele, tornando-a, segundo a empresa, “visualmente mais leve”

Propaganda: usuários expressaram indignação nas redes sociais (foto/Reprodução)

Propaganda: usuários expressaram indignação nas redes sociais (foto/Reprodução)

DR

Da Redação

Publicado em 19 de outubro de 2017 às 15h29.

Última atualização em 19 de outubro de 2017 às 15h29.

Com certa recorrência, marcas de beleza são acusadas de racismo, depois de Dove ser obrigada a pedir desculpas após mais uma polêmica, é a vez da Nivea se ver em maus lençóis. Veiculada na Nigéria, Gana, Camarões e Senegal, uma campanha chocou a África, a Europa e a internet.

No filme, uma mulher negra aparece de toalha e passa com tranquilidade a loção que promete embranquecer a pele, tornando-a, segundo a empresa, “visualmente mais leve”. Confira abaixo o condenável vídeo compartilhada no Instagram da ativista social Munroe Bergdorf:

https://www.instagram.com/p/BaYxGenHrEY/

Em uma estratégia que não se limitou apenas às peças publicitárias, a companhia também investiu no OOH com outdoors que reforçam o mote higienista da propaganda:

Nivea promete branquear pele negra e é acusada de racismo

Estarrecida com o caso, a web começa a se pronunciar nas redes sociais. Confira abaixo alguns comentários de usuários gringos no Twitter:

Nivea promete branquear pele negra e é acusada de racismo

Nivea promete branquear pele negra e é acusada de racismo (Twitter/Reprodução)

Este conteúdo foi originalmente publicado no AdNews.

Acompanhe tudo sobre:NiveaPolêmicasPublicidadeRacismo

Mais de Marketing

Havaianas e Dolce&Gabbana lançam coleção exclusiva de chinelos; saiba quanto custa

75% das empresas não alcançaram suas metas de marketing em 2023, diz RD Station

Em novo livro, Philip Kotler aponta caminho para o futuro do marketing humanizado

Ruffles firma parceria com Outback e lança batata sabor costela barbecue

Mais na Exame