Habib's vai fechar? Lojas exibem faixa de "Passo o ponto"

Anúncio nas lojas e nas redes sociais fez usuários questionarem se ação é marketing ou o fim do Habbib's

Nesta segunda-feira, após as lojas do Habib's amanhecerem com uma placa de "Passa o ponto" na fachada, internautas começaram a questionar se a rede de restaurantes irá fechar ou se a novidade é uma ação de marketing.

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

No Twitter uma usuária chegou a afirmar que uma atendente em Belo Horizonte disse não saber do que se tratava o anúncio. Outra diz que "Se fosse real era "infelizmente", mas o "finalmente" nos alivia, mostrando que nesse marketing vem coisa gostosa por aí". 

Apesar da empresa não ter se pronunciado oficialmente, trata-se de uma campanha de marketing, que terá mais detalhes divulgados nesta semana, segundo informações do mercado. A campanha deve contar com influenciadores, além de publicações na rede do restaurante, para divulgar um novo serviço digital.

Nas redes sociais, a marca começou a responder os usuários com mensagens como "O que será que vai vir por aí? 👀"

Na publicação de "Passo o ponto" há ainda um número de Whatsapp. Quando feito o contato uma resposta automática é enviada com a seguinte mensagem: "Olá, obrigado pelo envio. 😉 Neste momento todos nossos operadores estão ocupados. Assim que possível entramos em contato. Obrigado! 🧞‍♂️".

Negócios

A rede que teve início em 1992 hoje atua com mais de 400 restaurantes espalhados pelo Brasil. Na pandemia, mais do que apostar no delivery, como já acontece na empresa desde 2002, a estratégia foi lançar esfirras, kibes e sobremesas congeladas para que as pessoas possam comer a qualquer hora e lugar. A rede Ragazzo, do mesmo grupo, também passou a vender alimentos congelados. A rede tem 12 centros de produção e distribuição para as milhões de esfirras e coxinhas vendidas no país.

De olho no faturamento, a companhia também lançou no ano passado um kit infantil com menos calorias quando comparado com a versão anterior. Segundo o Habib's, enquanto o tíquete médio de uma venda sem o kit é de 52,14 reais, com ele passa a ser de 89,76 reais, um aumento de 72,15%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.