Acompanhe:
seloMarketing

Corinthians selará renovação com a Caixa na quinta-feira

O time resolveu as pendências que faltavam para receber duas parcelas de 2013 do patrocínio master com o banco

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Torcedores do Corinthians: o valor do contrato com a Caixa é de R$ 30 milhões por ano
 (AFP)

Torcedores do Corinthians: o valor do contrato com a Caixa é de R$ 30 milhões por ano (AFP)

V
Vítor Marques

Publicado em 21 de janeiro de 2014 às, 09h31.

São Paulo - O Corinthians resolveu as pendências que faltavam para receber duas parcelas de 2013 do patrocínio master com a Caixa Econômica Federal e encaminhou a assinatura do contrato de 2014. A renovação será selada em reunião na quinta-feira.

O clube não tinha podido receber R$ 5 milhões (as cotas de novembro e dezembro) porque seu nome constava no Cadin (Cadastro de Devedores). Como o novo contrato ainda não foi assinado, a parcela de janeiro também não foi paga.

"Não devíamos nada. Tínhamos a Certidão Negativa, mas por um erro de sistema constávamos no Cadin. A liberação saiu na sexta-feira. Ontem (domingo) já enviamos todos os documentos para a Caixa", disse o diretor financeiro do Corinthians, Raul Corrêa e Silva.

Na prática, o Corinthians ficou três meses sem receber pelo patrocínio de camisa, algo que comprometeu as finanças do clube e o fluxo de caixa. Houve atrasos, por exemplo, no pagamento em duas parcelas da compra de Rodriguinho, que pertencia ao América-MG - o débito é de R$ 2 milhões, referentes a novembro e dezembro.

O valor do contrato com a Caixa é de R$ 30 milhões por ano. Para 2014 ele foi corrigido pela inflação e deve atingir, segundo o clube, algo em torno de R$ 32 milhões. O dinheiro é repassado em 12 parcelas.

A cada seis meses o Corinthians precisa apresentar Certidão Negativa de Débito para comprovar que não possui dívidas fiscais municipais, estaduais ou federais referentes. Por não ter conseguido renovar a Certidão Negativa, não recebeu o dinheiro dos meses de novembro e dezembro (a Caixa depositou em juízo, e o clube não pôde receber).

Ainda nesta semana, o clube espera ter acesso aos R$ 5 milhões referentes ao patrocínio do ano passado. O clube afirma que já conseguiu a documentação necessária para isso.

Pouca coisa mudou no contrato para este ano. Além da correção do valor de acordo com a inflação, a Caixa fez algumas exigências. Uma delas foi solicitar ao clube que uma agência do Bradesco que funciona no Parque São Jorge fosse desativada.

O Corinthians aceitou. São esses detalhes que serão definidos na reunião de quinta-feira. A renovação já está definida.

O pagamento do patrocínio alivia as contas do clube e dá fôlego para o pagamento de dívidas. A prioridade, segundo dirigentes, é pagar o América-MG pela contratação de Rodriguinho. Depois o clube vai acertar os valores de direitos de imagem com alguns jogadores. O atacante Alexandre Pato tem a receber R$ 2 milhões.

Últimas Notícias

Ver mais
Quer ser influencer da Hope? Marca quer ter 1 mil criadores até o fim de 2024
seloMarketing

Quer ser influencer da Hope? Marca quer ter 1 mil criadores até o fim de 2024

Há 9 horas

De Morumbis à Cacau Show e Playcenter, o futuro das marcas está na intensidade da lembrança
seloMarketing

De Morumbis à Cacau Show e Playcenter, o futuro das marcas está na intensidade da lembrança

Há um dia

Giro d’Itália no Brasil: Prova de ciclismo de estrada deve movimentar R$ 10 milhões
seloMarketing

Giro d’Itália no Brasil: Prova de ciclismo de estrada deve movimentar R$ 10 milhões

Há 2 dias

Procon-SP notifica McDonald’s por 'escassez' de McFish
seloMarketing

Procon-SP notifica McDonald’s por 'escassez' de McFish

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais